Comi Duas Amigas Casadas De Curitiba

Bom, sou de Curitiba, 34 anos, bem apresentável, e graças aos meus contos tive oportunidade conhecer várias pessoas, entre casais e mulheres.

Sempre ao término de meu contos deixo meu e-mail para casais e mulheres que queiram sexo casual e uma boa amizade.

Certo dia recebi um e-mail de Paulinha assim vou chama-la, casada, a 5 anos. Paulinha se descrevia em seu e-mail como loira, 1,60m 63 kg e dona de uma bunda linda, onde veio uma foto em anexo.

Disse ser muito safada, que sempre gostou de aprontar na vida, e depois de casada sossegou, porém a ausência do marido fez me procurar, já que era sexo casual.

Conversamos algum tempo, até marcarmos de nos conhecer. No determinado dia, Paulinha apareceu acompanhada de uma amiga, com medo , é compreensível da parte dela. Paulinha trouxe Dayane uma morena tão linda quanto Paulinha, ambas de pele branca e com um corpo de dar inveja.

Apresentei-me, conversamos algum tempo, sobre assuntos que não falava de sexo, até por que não sabia se sua amiga sabia do que se tratava. Foi quando Paulinha disse que Dayane sabia de nossa conversa e era casada também, assim, mesma quis me conhecer também.

Que homem não sonha em comer duas mulheres, ainda mais gatas como Paulinha e Dayane. Paulinha tem 29 anos e Dayane 24, disse que são amigas desde a adolescência, e que se conheciam sem roupas também. Fui ao banheiro, quando voltei Paulinha foi direta, gostamos de você, bonito, elegante e tem um bom papo se estiver afim podemos sair daqui agora e curtir aquele sexo casual, pode ser com as duasó

Como diria não, aceitei na hora, fomos no meu carro, em um motel próximo a saída para as praias onde elas acharam mais seguro não encontrar ninguém.

Entramos no motel Dayane pediu para passar uma água no corpo, fomos os três para o banho, lá começou os amasso, beijos, caricias, foi quando as duas desceram beijando meu corpo até meus 19 cm que estava duro já, vi uma morena e uma loira dividindo meu pau, ora uma lambia minhas bolas, ora outra lambia meu pau, quase gozei na boca delas mas segurei, saímos do chuveiro e fomos para cama, peguei Paulinha abri suas pernas e comecei a chupar ela, quando senti Dayane lambendo meu pau. Paulinha deu a vez para Dayane que estava fazendo um 69 comigo, e as duas chupavam meu pau junto, quando Dayane pediu se poderia ser a primeira a sentar no meu pau que ela não aguentava mais a vontade de dar para outro.

Ela se virou segurou firme em meu pau sua bucetinha lisa, encostou em minha cabecinha e foi deslizando lentamente, ela estava muito molhada, sentou até entrar tudo, ficou parada um pouco para acostumar com tamanho e começou a cavalgar, subia e descia, se esfregava, Paulinha estava sentada na minha cara e eu chupando sua bucetinha, não demorou para Dayane morder meu pau dizendo que estava gozando. Dayana se abaixou em me beijou, estava relaxando depois do gozo, quando Paulinha perguntou se meu para era bom para ela, Dayane disse senta aqui que vai ver que delicia, aproveita meu gozo e desliza fácil. Foi a vez de Paulinha sentar no meu pau, nada difícil entrar nela, era mais larguinha que Dayane, mas Paulinha era mais safada, queria uns tapas, puxões no cabelo, deitei ela sobre meu peito e soquei nela, meu pau entrava e saia com tesão da Paulinha e gozo de Dayane nele ainda.

Vi Dayane indo para trás de Paulinha, ela estava indo lamber meu saco enquanto metia na Paulinha. Levantei e coloquei Paulinha de quatro, ela estava tão molhada que entrar era muito fácil comecei a socar, enrolei minha mão em seu cabelo e e puxava de encontro a mim, Dayane se deitou na cama e se masturbava, segurando no cabelo de Paulinha mandei ela chupar Dayane, ele resistiu dizendo que nunca tinha feito com outra mulher e que Dayane era sua amiga, falei quer ser puta vai ser completa, segurando em seu cabelo ajeitei ela no meio das pernas de Dayane e ela começou a lambe-la discretamente, foi se soltando aos poucos e conforme eu socava nela de quatro ela aumentava as linguadas em Dayane, foi o momento do auge Paulinha estava gozando em meu pau e Dayane na boca de Paulinha.

Dayane veio e fico de quatro ao lado de Paulinha oferecendo sua bucetinha, bati com o pau em sua bunda e meti nela, comas duas de quatro, tirava de uma e colocava na outra, revezava a bucetinha que eu queria comer, e era difícil dizer qual era mais gostosa, foi quando disse que estava com pau cheio de porra, na hora Paulinha se ajoelhou e disse, quero porra na boca, Dayane fez o mesmo e veio ajudar a amiga, mamando em meu pau, as duas batinham punheta com a boca, umas de cada lado deslizavam em meu pau, quando anunciei o gozo, o primeiro jato foi na garganta de Paulinha, que chegou a se afogar, o resto Dayane foi bebendo para ajudar a amiga, Paulinha se recompôs e veio limpar meu pau também.

Tomamos um banho, e Paulinha tinha que ir, pois, tinha compromisso, Dayane falou que estava assada, que fazia tempo que seu marido não comia ela assim, voltamos onde elas deixaram o carro, me agradeceram me beijaram pela tarde maravilhosa.

Durante a semana trocamos vários watts, gostaram de sair, principalmente pelo sigilo e a descrição, e que sabiam a aquém recorrer para sexo casual agora, já transei de novo com Paulinha e Dayane, porém desta vez sozinhas, Dayane comi na cama de seu marido.

A casadas, solteiras e casais, que tenham fantasias e queiram algo casual entrem em contato dimostrari@hotmail.com

Contos relacionados

Inicio Do Casamento Liberal Parte I

Olá, oque vou relatar aqui nessa história são acontecimentos verídicos, depois de ler muitos contos e depoimentos, sendo alguns completamente fantasiosos, resolvi conta a historia de minha esposa e eu de como iniciamos na vida liberal de casal, talvez...

Enganado As Primas

Olá pessoal! Sou um rapaz muito reservado, porém tem tido muitas aventuras com diversas primas. Hoje, vou contar uma delas com duas primas..... Tudo começou quando uma das minhas primas, gostosa por sinal, estava com uma coceira na costa....

Corno Em Despedida De Solteira

Meu nome é Fernando e vou relatar a história de quando me tornei corno. Sou casado a 6 anos, tenho 32 anos e minha esposa tem 31 anos. Somos um casal comum como qualquer outro. A um ano atrás a amiga de minha esposa iria se casar e resolveu fazer uma...

Na Praia Acabei Fudendo Como Uma Putinha!

Na praia acabei fudendo como uma putinha! Olà pessoal...Como esse è meu primeiro conto vou falar um pouquinho de mim: meu nome è Rosangela, morena, cabelo longo, olhos verdes... bum bum grande e bem empinadinho... nasci e cresci na Italia, mas...

Minha Esposa Na Webcam

Olá, meu nome é Jerry e minha esposa é Jane. Eu tenho 48 anos e ela 24, somos casados há cinco anos e eu fui o primeiro homem da vida dela. Temos muita liberdade entre nós, falamos bobagens assistimos filme pornô juntos e até fazemos comentários sobre...

O Termômetro Do Seu Fael

Bom dia para todos! Sempre que posso leu sites de contos eróticos, tive uma vontade de escrever um fato que me aconteceu a 10 anos atrás, (se quiser saber a minha idade hoje, é só ver no meu perfil), primeiro vou me apresentar descrevendo um pouco o...