Minha Mulher, Sua Amiga E Eu

Uma amiga da minha mulher estava com problemas domésticos e a minha mulher perguntou se ela poderia passar uma semana na nossa casa ate ela reorganizar a sua vida, como não vi nada demais, concordei e fui trabalhar.

A noite quando retornei, ao abrir a porta da sala me deparei com uma bunda grande, empinada e virada na minha direção, comprimida dentro de um shortinho cravado, a amiga da minha mulher juntava os cacos de um copo quebrado no chão e estava curvada exibindo a perfeição da sua linda bunda. Cumprimentei a amiga dela que ficou vermelhinha e fui beijar a minha mulher, logo depois fui tomar um banho e quando me juntei a elas na sala vi que ela tinha muito mais do que uma linda bunda, era perfeita e bem sensual.

Não quis invadir a privacidade delas que conversavam sobre os problemas da amiga e fui para o meu quarto mexer no computador, aquela bunda perfeita não saia da minha cabeça e eu acabei indo ver uns filmes de sacanagem enquanto a minha mulher instalava a sua amiga no outro quarto e depois veio dormir a essa altura eu já estava tarado de tanto ter visto filmes de sacanagem e peguei a minha mulher de jeito, ela ficou se mordendo para não gemer auto enquanto eu socava forte, não queria que a sua amiga percebesse que nos estávamos transando no quarto ao lado.

Quando sai para trabalhar de manhã ao passar pelo quarto da sua amiga vi que a porta estava entre aberta e dei uma olhada rápida lá para dentro. Ela parecia dormir de costa e então eu abri um pouquinho mais a porta para ver melhor e se de shortinho ela já era uma delicia, o que dizer de uma camisola fina, curta, transparente e para completar com uma calcinha minúscula cravada na bunda. Se já era grande de shortinho de calcinha parecia enorme, enorme e apetitosa.

Depois de passar o dia inteiro pensando na bunda da amiga da minha mulher eu retornei para casa e dessa vez ela estava mais comportada, mas não menos sensual porque o pano do seu vestido contornava emoldurando o seu corpo e o decote do busto quase expulsavam os seus peitos. Novamente me recolhi primeiro e quando a minha mulher veio para o quarto eu a peguei de jeito, ela se viu louca pela fúria que eu a devorava e acabou não segurando os seus gemidos, depois que nos amamos ela questionou que a sua amiga poderia ter nos ouvido e queria saber porque eu estava tão impossível. Disse que tinha visto um filme onde duas mulheres se agarravam enquanto o homem assistia a tudo e que os detalhes que a câmera explorava eram muito eróticos.

Na manhã seguinte novamente dei uma passadinha rápida no quarto da amiga dela que dessa vez estava virada de frente, a sua camisola estava levantada e a sua calcinha só estava presa a uma das suas pernas, o que me levou a acreditar que ela se masturbou ouvindo a nossa transa, me contive para não tocar naquela xoxota raspada e fui trabalhar.

Ao voltar a noite não encontrei ninguém em casa fui tomar o meu banho e pouco depois ouvi elas chegando, tinham ido fazer uma caminhada e é claro que usavam aquelas roupas de ginástica coladas ao corpo e que corpo tinha aquela amiga da minha mulher. Minha mulher foi tomar o seu banho no banheiro do nosso quarto e a sua amiga no banheiro do corredor, quando eu escutei o barulho da água caindo abri suavemente a porta do banheiro e fiquei vendo a sua amiga se lavar, eu estava tão excitado que coloquei o meu cacete para fora e comecei a me masturbar olhando a espuma escorrendo pelo seu corpo, mas me segurei para não gozar.

Dessa vez minha mulher tentou fugir, mas pela terceira noite seguida eu a agarrei e depois de a dominar ela já estava extasiada antes mesmo de eu a possuir, lambi o seu grelinho e ela gozou alucinadamente depois continuei dando varias socadas naquela xoxota ate ela gozar novamente. Mesmo se mordendo para tentar conter os seus gemidos de prazer é claro que um e outro escapou numa socada mais forte.

Antes de sair para trabalhar espiei o quarto da amiga da minha mulher, deitada de costa, ela vestia um shortinho largo que deixava a sua xoxota amostra, novamente me segurei para não a tocar e novamente passei o dia excitado pensando na amiga da minha mulher.

Com um pouquinho a mais de intimidade iniciamos uma conversa amistosa que logo foi se tornando pessoal, logo falávamos abertamente sobre sexo e quando a conversa estava ficando interessante a minha mulher nos cortou perguntando se eu não ia dormir para poder trabalhar. Dei um sorriso sem graça, me despedi da sua amiga e fui me deitar, dessa vez a minha mulher demorou muito e quando eu acordei de madrugada ela já estava dormindo ao meu lado, me levantei na ponta dos pés e fui para o quarto da amiga dela que só vestia uma camiseta grande. Suavemente eu levantei a sua camiseta e fiquei olhando excitado para aquela deliciosa bunda, ela se remexeu na cama e suas pernas ficaram entre abertas mostrando a sua xoxota, desta vez não me contive e arrisquei lhe tocar, ela tornou a se remexer ao meu toque e rapidamente eu sai do quarto achando que ela poderia acordar e me flagrar ali, quando retornei excitado para o meu quarto novamente ataquei a minha mulher, ela ainda dormia quando eu comecei a lhe chupar, ela já acordou excitada puxando a minha cabeça contra a sua xoxota e assim que ela gozou eu montei em cima dela, ela parecia ter esquecido que a sua amiga estava no quarto ao lado porque ela gemia auto de tão excitada enquanto eu socava forte o meu cacete na sua xoxota. 

Desta vez éramos nos que estávamos sendo observados em pleno ato, eu não havia trancado a porta do meu quarto porque já vim cego de vontade para possuir a minha mulher e os seus gemidos haviam despertado o sono inquieto da sua amiga, ela havia se levantado para ir ao banheiro e depois ela ficou parada na porta do nosso quarto nos assistindo transar, excitada com o que via ela começou a se tocar ate que a minha mulher sinalizou para que ela entra-se no quarto, fui surpreendido quando ela subiu na nossa cama e logo se posicionou de quatro para participar da relação, é claro que não pensei duas vezes e logo troquei o meu cacete de xoxota, segurando na cintura dela eu empurrei tudo ate gozar e continuei socando, socando ate ela gozar também.

  

Contos relacionados

So No Cuzinho

Nos conhecemos na igreja e logo começamos a namorar, meses se passaram e era tanta felicidade que eu já começava a sonhar com uma vidinha a dois, casamento, filhos e tudo mais. O namoro estava ficando cada vez mais quente e mesmo também querendo eu...

O Dia Tío Espera Com Ele

 Meu nome é Camyli tenho 22 anos, loira,1,60, não tenho corpo perfeito mas que agrada, seios e bumbum grande. Essa e a minha primeira vez escrevendo um conto real.           Conheço " A.". a alguns anos, somos de cidades diferentes mas sempre...

A Psicóloga De Varginha

Durante mais de 5 anos fiz psicoterapia com uma psicóloga que vou chamar de Mara (nome fictício). Ela tinha uns 30 anos quando começamos as sessões de terapia sendo que fazíamos duas dessas sessões por semana, sempre pela manhã antes de eu ir...

Minha Esposa Na Academia I

Olá.. este texto todo é o que ela me contou ... e posso dizer a vocês que foi muito excitante Eu estava indo para academia com meu programa de treinos e hoje o treino é justamente o que eu mais gosto de treinar ... (pernas ) sou morena e tenho o...

Ajudando A Uma Amiga

O que conto aqui realmente aconteceu, única não verdade são os nomes que vou alterar. Meu nome é carla sou uma mulher normal, casada e feliz, tenho uma vida sexual ativa que já foi muito mais apimentada, mais ainda hoje vivemos bem sexualmente, tenho...

A Outra Eu, Luana: Como Tudo Começou

A outra eu, Luana: como tudo começou Há acontecimentos em nossa vida que jamais se esquece. O que contarei em meus relatos são alguns desses acontecimentos, e sempre que me lembro dessas histárias, fico tío excitada que sou levada a me...