Bondage No Motel

Ao entrarmos no quarto do motel… peguei uma cadeira e mandei ela

sentar ali… com as mãos para trás… amarrei-a bem e então

fiquei em pé á sua frente… admirando aquela fêmea indefesa ali

á minha disposição… camisa amarrada na cintura… alguns botões

desabotoados nos seios mostravam metade dos seios e seu sutiã…

apalpei aqueles lindos seios com minhas mãos e os apertei um pouco

fazendo ela gemer… que tesão!!

Sua calça era do tipo calça baixa e mal escondia sua calcinha…

sua barriga e umbigo estavam totalmente á mostra…

desabotoei a calça e abri o zíper, revelando sua calcinha…

Ela me olhava com uma mistura de medo e tesão

Nada podia mais fazer, pois era minha, todinha minha…

Mostrei-lhe a mordaça, e ela quis negar, mas não teve jeito,

foi amordaçada e bem apertadinha…

Suas pernas estavam ainda livres e se debatiam para levantar, fugir…

Mostrei-lhe mais cordas e seus olhos se arregalaram…

sua cabeça remexia para os lados, tentando dizer não…

mas sem dó… e excitado demais… amarrei seus pés um de cada lado

puxando-os bem para trás… ela ficou linda ali bem amarradinha…

mal podia se mexer… sentia sua excitação… seu tesão em estar

dominada e a mercê de seu homem… imaginando o que viria ainda…

mostrei-lhe um dos vibradores… cheguei bem perto de seu rosto

e liguei-o… passei ele vibrando em seu rosto e fui descendo

entre seus seios… massageando seus bicos que estavam durinhos de tesão…

cheguei ao umbigo e fui descendo… então ela começou a se debater

nas cordas e amarras e gemendo muito e abafado pelas mordaças…

enfiei a ponta de meu dedo em sua calcinha e pude perceber

seu liquido escorrendo por entre suas coxas revelando-me

que estava bem lubrificada…

desliguei então o vibrador e o pus dentro da calcinha, bem na entrada 

da vagina… dei um breve intervalo e fui pegar outra cadeira e 

sentei-me na sua frente… me ajeitei como se estivesse sentado

num sofá… bem a vontade… olhar de deboche por sua vulnerabilidade

e muito excitado com a linda visão… o vibrador tinha um longo fio

que podia ser controlado por mim, as velocidades e o liga-desliga também…

Então olhando-a nos olhos com uma cara safada e debochada… liguei o

vibrador e ela então começou a se contorcer toda, debater e gemer

loucamente de tesão… ora olhando-me nos olhos, ora olhando para cima, 

pois se contorcia muito a cabeça para trás e para frente… enfurecida

pelo imenso tesão de estar bem amarrada e sendo bolinada também…

a sensação de prazer e tesão era incrivelmente deliciosa e sentia

vontade de gozar na hora… mas… ao perceber… desliguei o vibrador…

coloquei minhas pernas em cima das delas… me estiquei na cadeira para trás…

e me deliciei olhando sua furia de tesão cortado e seu olhar reprovador

pareciam me odiar e chamar de safado, cretino e outras coisas mais…

eu me deliciava com a cena e ria super excitado também… e…

quando ela parecia se acalmar eu voltava a ligar o vibrador… mas desta

vez com uma vibração bem fraca, a deixando louca de prazer… olhando-me

e implorando para aumentar a vibração, deixa-la gozar logo de uma vez…

mas eu me controlava, queria deixa-la exausta de tesão… queria

acumular seu tesão, prazer ao máximo… e me divertia com a cena…

Apertava meu pênis com força, com minha mão, para acalmar meu tesão imenso…

e ligava e desligava o vibrador, fazendo-a gemer tanto e se debater…

mal conseguindo ouvir seus xingamentos abafados pela mordaça…

Então me levantei e disse a ela que iria tomar um banho agora e

que a deixaria ali, amarradinha, sem gozar… para quê!…

ela enlouqueceu… pediu com os sonhos clemência…

queria gozar… não aguentava mais de tesão… xingava…

então eu disse… Faremos assim:

Vou tomar meu banho e deixo o vibrador ligado no mínimo… ok?

Ela fez que nãooooo… e fiz que nem ouvi… liguei bem baixo

e disse a ela: Se vira… goza se puder!!!

E sai sorrindo debochado, com meu pênis quase explodindo

de tanto tesão com a cena de contorções ali.

by Nando Cordas

[email protected]

Blumenau SC

Contos relacionados

Peguei Casada Pela Internet

Meu nome é Hermes, tenho hoje 55 anos, e o que vou narrar aqui, aconteceu comigo, há dois anos, quando eu estava trabalhando em uma cidade de outro estado que não o meu. Sou casado há 32 anos e tenho duas filhas, uma com 31 anos e outra com 23 anos. Eu e...

Comi A Casada De Curitiba Outra.

Sou de Curitiba e publico algumas histórias que vivo com permissão das pessoas que me envolvo, assim, a pedido de Clara e Nando (nomes fictícios), estou escrevendo nossa aventura. Recebi um e-mail de Nando, perguntando se meus contos era real e gostaria...

Seduzi Meu Tio E Gozei Muito

Bem meu nome e Ana tenho 20 anos, mais isso aconteceu quando eu tinha 17. Eu fui morar com minha tia em SP ela e casado com Marcos, ele e loiro alto muito gostoso. Eu quando cheguei na casa dela me encantei com aquele homem. Depois de algum tempo resolvi que...

Priminha Peituda Com Cara De Santa

Tenho 21 mas estou contando uma história de quando eu tinha 17, eu morava num sítio mas tive que mudar pra cidade por necessidade, fui morar na casa do meu irmão onde morava a mulher dele que tem um filho e também morava a irmã da mulher dele,  que é...

Pagando A Fiança Com O Cabaço

Meu namorado chegou por volta das sete da noite, me despedi dos meus pais e entrei no seu carro, eu ainda era virgem, mas estava louquinha de vontade de dar para ele, fomos ao cinema e depois do filme circulamos pelo shop, já era quase onze horas quando ele...

Enfim Consegui Comer Minha Cunhadinha!!

Enfim consegui comer minha cunhadinha!! Boa noite, esse conto aconteceu comigo há algumas semanas.meu nome é sandro e tenho 27 anos sou casado e tenho uma cunhadinha de q é uma delicia q se chama DANI Faz alguns meses q venho tentando transar...