Siririca No ônibus

Olá, atualmente tenho 18 anos, e o que contarei aqui, é sobre uma experiencia muito boa que tive aos meus 14 anos. Bom, eu estudava em uma cidade um pouco distante da minha, e precisava pegar ônibus todos os dias. Certa vez eu estava no fundo do ônibus quando chegou uma mulher alta com uns peitos enormes, e sentou do meu lado. Ela estava com uma mini saia e uma blusa apertada, com uma lata de refrigerante na mão. De repente o ônibus deu uma freada que derramou o refrigerante dela todo em cima de sua blusa. Como ela estava sem sutiã, os biquinhos dos peitos dela ficaram durinhos de frio e eu não consegui parar de olhar aquilo. Então ela percebeu que eu fiquei um pouco nervosa com aquilo e sorriu pra mim, perguntou se eu tinha algum papel ou pano pra enxugar sua blusa, e eu rapidamente peguei meu casaco e dei a ela. Ela perguntou se eu poderia enxugar, então peguei o casaco e passei nos peitos dela, apertei tanto que ela deu uma risada sedutora e eu fiquei louca. Ela percebeu que eu estava exitada  e então sussurrou: sabe o que é siririca? E eu respondi que sim, mas só tinha batido umas 2 vezes. Logo ela levantou sua blusa deixando os seios a mostra, aproveitando que o ônibus estava vazio, levantou sua saia, tirou a calcinha e a me entregou. Fiquei olhando aquela vagina gostosa e então ela pegou minha mão e colocou entre as pernas dela. Minha calcinha ficou encharcada. Então ela falou para eu fazer o mesmo, e como eu estava de calça jeans somente abaixei a calça e a calcinha. Percebi que o trocador estava nos observando com cara de exitado, mas nem ligamos. Nós duas começamos a bater siririca até que gozamos no banco, que delicia. Logo, ela sentou no meu colo e ficou de frente pra mim, começamos a nos beijar e acariciar a pepeca uma da outra, enfiando e tirando o dedo, fazendo movimentos de vai e vem numa velocidade descontrolada. Não consegui resistir e gemi alto, e todos que estavam no ônibus começaram a olhar. Ela gozou na minha perna todinha e no banco, deixamos uma poça de gozo no banco em que estávamos. Então o ônibus começou a encher e decidimos parar antes que chamassem nossa atenção, fomos para outro banco e ficamos observando as pessoas olhando para aquela poça de porra e se perguntando o que era. Fomos até nossa parada sem falar nada uma com a outra e quando eu estava descendo do ônibus, o trocador me chamou e apertou meu peito e me chamou de puta, então mandei ele ir pra puta que pariu e desci do ônibus. 

Galera, eu não sou puta, eu faço faculdade de direito. Essa foi apenas uma experiencia incrível que nunca esquecerei. Espero que tenham gostado do meu primeiro conto. Beijos.

Contos relacionados

A Empregada Que Tirou Minha Virgindade

A empregada que tirou minha virgindade Em 1958 mudamos para Guaratinguetá no vale do Paraíba, meu na época trabalhava com TV e foi transferido de São Paulo para ajudar na implantação do sistema de UHF e levar televisão para toda aquela...

Scat Na Hora Do Trabalho

Há algum tempo postei um anúncio em um site de classificados sexuais atrás de uma parceira para a prática de SCAT. Pra quem não sabe, Scat é sexo com aquelas coisas que normalmente achamos repulsivas como xixi, cocô, vômito, etc. Sempre me senti...

A Minha Primeira Vez Com O Meilu Irmao

Ola eu me chamo patricia e vou contar como bati uma clm o meu mano. Os nossos pais quase nunca estavam em casa. Então um dia eu tava tomando banho. E derreçente ouvi um barulho da porta a abrir. Era o meu mano. Tava me olhando e a puxar o culhao dele para...

Minha Prima Adelí

Minha prima Adelí O que vou narrar aconteceu entre eu e minha prima Adelí. Ela é dois anos mais velha do que eu, ela sempre dava um jeito de me provocar. Às vezes puxava a camiseta bastante para baixo, até quase aparecer os bicos dos seios, e...

A Volta Da Praia

A volta da praia Eu tinha que subir para São Paulo no domingo porque o trabalho tem que continuar. O max pediu se podia pegar uma carona comigo porque tinha acabado de saber que seu nome estava na lista de chamada para a Faculdade de Comunicações...

Sexo na praia

Somos da zona oeste de Portugal, temos 40 anos. O que vou relatar sucedeu de verdade. Em junho de 2015 alugamos casa de férias em Lisboa, na zona da caparica, a ideia eraa fazer praia. O que vou relatar aconteceu numa das manhãs em que resolvemos fazer uma...