Dei Pro Meu Instrutor No Carro Da Auto Es

olá, me chamo Luisa, tenho 1,65 de altura, magra, morena, olhos castanhos e cabelos castanhos longos e lisos, isso aconteceu a uns 6 anos, na época tinha 20 anos, tinha acabado de sair de um relacionamento, e ia começar minha aulas de volante, estava esperando o novo instrutor pois a que eu havia escolhido tinha ido pra outra cidade e o que estava disponível não era de minha confiança. quando me ligaram marcando a primeira aula…

cheguei na auto escola bastante empolgada pra começar a dirigir, e quando chego na recepção dou de cara com um rapaz, 1,93 de altura, 90 kilos, loiro olhos azuis, e um sorriso que me deixou meio zonza… ( tenho paixão por loiros altos) foi quando me apresentaram como meu novo instrutor, saltei de alegria, já tava empolgada com a carteira e com um deus grego daqueles como instrutor não faltava mais nada…

as aulas foram passando e começamos a nos entrosar cada vez mais, e já não nos tratávamos como instrutor e aluna, tínhamos uma intimidade muito grande, e notei que ele começou a ter ciumes de outros alunos que vinham falar comigo.

um dia na aula de moto eu tinha caído e estava com um pouco de medo, pensei em desistir, e ele resolveu me ensinar de outra maneira, subiu na minha “garupa” e foi me ajudando a conduzir, ele com aqueles brações envolta de mim e segurando minhas mãos no guidão, eu não queria mais sair dali… ai ele disse “agora vou segurar na cinturinha”, nessa epoca gostava muito de ousar com roupas mais atraentes, e senti a respiração dele perto do meu pescoço, quando ele falou que gostou do meu perfume e subitamente parou a moto e desceu, ordenando que eu continuasse sozinha… dei umas 4 voltas quando a moto apagou, ele correu ver o que tinha acontecido e a gasolina havia acabada… fomos tirar um pouco de gasolina da outra moto e nisso ele chupou e veio gasolina na boca, e eu era fumante nessa hora tinha ido fumar um cigarro, e ele falou:

– só não podemos nos beijar pois senão pega fogo!

eu sorri, terminei meu cigarro e voltei pra aula.

no final quando ele estava me levando pra casa começamos e falar besteiras, ele disse que qualquer hora ele ia invadir meu quarto, já que eu morava com uma amiga, ou coisas tipo “você pode me ligar a hora que quiser, pra qualquer coisa” e quando já estavamos chegando na minha casa ele me olhou e brincou “e ai Pernuda, quer ir mesmo pra casaí” e eu respondi

-Depende de pra onde você quer me levar!

ele apenas virou a volta e foi pro sentido contrario a minha casa, como eu fazia sempre as ultimas aulas da auto escola, depois de me levar pra casa ele iria pra casa dele.

fiquei em silencio enquanto ele dirigia, sem saber pra onde ele estava me levando… ele entrou em uma estrada que ia para o interior, estrada deserta, e parou o carro, continuei calada… meio assustada pra ser sincera… foi ai que ele soltou o cinto e pediu pra soltar o meu também, quando soltei ele disse:

-então vamos ver se pega fogo?

nisso ele me puxou pela cintura e me beijou com muito desejo… eu me deixei envolver e não perdi tempo comecei a passar a mão por aquele peito e barrigas definidas que ele tem, ele foi beijando meu pescoço me deixando arrepiada ai tirou minha blusa e começou a sugar meus peitinhos, sugava com muita vontade enquanto suas mãos percorriam meu corpo, tirei a camiseta dele e pude ver aquele corpo bem desenhado a meia luz,enquanto ele beijava todo meu corpo, sussurando “Delicia” “gostosa” quando ele abriu minha calça jeans, e meteu a mão por dentro da minha calcinha, eu já estava todo molhadinha, e ele foi mais a loucura, senti aquela pica enorme latejando dentro das calças dele e não pensei duas vezes abri as calças dele e fui retribuir aquela massagem deliciosa que ele fazia em minha xaninha… foi ai que eu tive uma surpresa, quando segurei aquela pica, ela era enorme e grossa, mau minha mão conseguia fechar, era muito grossa, fiquei massageando e ele tirou o resto de minha roupa e me puxou pra cima dele… eu tava doida de tesão e fui com muita pressa, mas quando senti aquela cabeça enorme na portinha da minha xaninha vi o quanto era grande… eu forcei pra entrar mas na mesma hora senti como se tivesse rasgando a coitadinha, e ele segurou em minha bunda e foi empurrando de vagar, até entrar totalmente, sentia minha xaninha latejando, me senti sendo desvirginada denovo. mas não me importei afinal a muito tempo eu esperava por aquele homem dentro de mim.

ele bombava de vagar pra não me machucar, enquanto sugava meus peitos, e gemia baixinho, eu já enlouquecida de tesão, comecei a rebolar, e quicar em cima daquela pica enorme, sentindo a pressão que fazia dentro de mim… e logo ele me segurou pela “Cinturinha” e começou a bombar também, estamos suados, e eu passava as unhas pelo peito dele enquanto mordia o canto dos labios e gemia… e isso o deixava ainda mais louco e pussava mais forte, o suor escorrendo em ambos, até que ele me segurou firme, e eu senti os jatos do gozo dentro de mim, e gozei junto… cai sobre o peito dele e ficamos ali calados por alguns minutos, até um caminhão nos surpreender…

no dia seguinte ele me enviou uma mensagem dizendo que era pra sermos mais caltelosos pois sujamos o carro e o dono da auto escola acabou desconfiando…

alguns dias depois foi a vez da garagem de motos… mas essa eu conto outra hora!

Contos relacionados

Depois Da Viagem...

Depois de muito bem aproveitada a viagem de avião, chegamos em terra firme. Procedimentos padrão no aeroporto, pegamos nossas malas, e fomos em busca de um dos disputados taxis! Por sorte, logo avistamos um livre, já fomos chamando o motorista para colocar...

Festa Do Swing

Antes de começar,quero logo esclarecer,esse é meu primeiro conto. Sempre fui leitora assídua e adoraria expor minhas (muitas) aventuras,mas ficava receosa, talvez por medo de não agradar. Mas dessa vez resolvi relatar uma de minhas histórias pra lá de...

Transando Com O Primo Na Casa Da Vovó

Transando com o primo na casa da vovó Era mês de julho, época de férias, eu e meus primos costumavamos viajar para Ribeirão Preto sempre neste período para passar as férias na casa de nossos avós. Eu e meu primo Davi eramos os mais velhos...

Uma Noite De Loucuras

Eu e minha mulher estávamos na casa de amigos e bebida vai, bebida vem, ficamos os dois um pouquinho altos. Nossos amigos também estavam bem animadinhos e a certa altura, começamos a falar sobre fantasias. Minha mulher logo falou que adorava transar com...

MIinha Primeira Tripla Penetração

MIinha primeira tripla penetração Meu nome é Gabriela, mas a maioria das pessoas (pelo menos os que acompanham o mundo dos filmes pornôs) me conhece como Babi. Embora eu tenha uma vasta experiência no ramo dos pornôs, nunca me ofereci para...

Não Aguento Quando Rebola No Meu Pau

Não aguento quando rebola no meu Pau Olá, meu nome é danilo, moro em mg, tenho 1,84 de altura, 75kg, moreno, cabelo bom, e bem atlético, 21,5cm. eu namorava na epoca do ocorrido mas sempre tinha umas recaídas. um dia, conheci uma...