Era Pra Ser Castigo, Mas Eu Gostei

Olá a todos, eu venho contar com muito prazer, uma experiencia que vivi recentemente a alguns dias e que mudou a minha vida. Me chamo Carlos, tenho 43 anos, sou funcionério Público federal a 22 anos, sou casado a 14 anos com minha esposa que se chama Rosana, também funcionaria publica, 39 anos, morena, 1,80 de altura e pura gostosura, sempre fomos um casal muito feliz, pouqu?ssimas vezes nos desentendemos, ciúmes nunca foi um problema entre n?s, ela sempre foi uma mulher linda, sempre gostou de usar roupas curtas, decotadas e muito justas, e por gostar do que vejo, nunca me incomodei mesmo sabendo que por causa disso muitos homens dáo em cima dela o tempo todo, mas mesmo assim, nunca brigamos por causa disso. Rosana e eu sempre demos show na cama, nossa paixão um pelo outro ? muito intensa e nos últimos anos a relação vem esquentando bastante pois n?s sempre conversamos sobre fatos que vemos ou ouvimos, tudo que envolve sexo ? interessante pra n?s, bem, vamos ao que interessa, em Agosto desse ano, conheci uma certa pessoa que me foi apresentada numa festa, eu acabei tendo um envolvimento com ela que durou mais do que deveria, e minha mulher descobriu, como eu não sabia da sua descoberta, ela ficou na dela por uns dias, acho que ainda estava com duvidas, mas uma noite ao chegar em casa, ela veio colocando as cartas na mesa, como de costume, não brigamos, deixei ela falar tudo o que tinha pra falar e eu apenas ouvi, mas pra minha surpresa ela não falou em separação, apenas deixou claro que estava com muita raiva e que não queria que eu chegasse perto dela, isso aconteceu no final de Setembro, ai os dias foram se passando e mais rópido do que eu esperava, voltamos a nos falar, dormir juntos e tudo voltou ao normal, mas ai ela fez uma coisa que eu nunca imaginaria, no dia 17 de Outubro, era um sóbado, e a pedido dela n?s saímos para beber, passear e nos divertir, por volta das 01:30 ela disse que queria ir pra casa, e eu a levei, o clima estava alegre cheio de sorrisos, abraços e muitos beijos e chegando em casa, ? claro, fomos direto pra cama, ela como sempre me deixou louco, mas ai veio a surpresa, ela disse que queria fazer uma loucura, e no clima eu só respondi que ela era quem mandava, que ela poderia fazer de mim o que quisesse, ai ela pediu pra me amarrar na cama, eu completamente louco de tesão, fiz o que ela queria, mas eu estranhei um pouco ela ter apertado bem os n?s, ai ela veio por cima de mim me beijando e se esfregando toda em mim ela esfregava a buceta toda melada no meu pau, esfregou no meu peito e na minha cara, ai ela saiu de cima de mim e pegou o celular, ficou digitando nele, ai eu estranhei aquilo e perguntei o que ela estava fazendo e ela disse que estava só respondendo uma menssagem, eu perguntei, pra quem pra quem era, e ela me disse, ? pro Jeferson, Jeferson ? um amigo meu, de muitos anos, ai eu perguntei pra ela qual era o assunto tío importante pra ela parar o que estava fazendo para responder a menssagem dele, e ela disse que não era pra eu me preocupar e relaxar, ai ela veio de novo se esfregar em mim, mas aquilo me tirou um pouco do clima, dai mais uns minutos, chegou outra mensagem no celular dela, eu perguntei se era o Jeferson de novo, ai ela disse, vou ja ver, olhou a mensagem e não falou nada, e disse assim, se vai te deixar mais calmo, eu desligo o celular, ai ela desligou, veio me dar um beijo e disse que ia buscar uma surpresa que ela tinha preparado pra mim, ai eu comecei a imaginar o que era e não deu outra, ela saiu do quarto, demorou uns cinco minutos e quando ela voltou ela entrou devagar no quarto, veio de novo pra cima de mim e começou a me beijar, e me deixar doido de novo, de repente eu senti um movimento na cama, de alguém subindo nela, eu abri os olhos e vi o Jeferson sentado na cama n? alisando a bunda da Rosana e beijando, eu perguntei o que era que tava acontecendo, ela me mandou relaxar e continuou me beijando e ele beijando a bunda dela e ela se empinando toda pra ele, eu falei pra ela para e mandar ele sair, ela foi saindo de cima de mim bem devagar e saindo da cama, ai ela me olhou e falou assim, vc não me traiu, entío não pode reclamar de nada, eu pelo menos não estou te traindo, eu vou fazer aqui bem na sua frente que é pra vc saber como ?, ai sentou na beira da cama e puxou o Jeferson pra frente dela, pegou no pau dele e começou a chupar e me olhar, ai eu fiquei puto de raiva e falei que não ia prestar se eu me soltasse, e tentei, mas não conseguia, ela chupava bem devagar a pica dele me olhando, piscava pra mim e mandava beijo, ela foi se deitando na cama devagar e abrindo as pernas, ai foi o Jeferson quem caiu de boca na buceta dela, o filho da puta não parava de rir da minha cara, ele começou a meter o dedo na buceta da Rosana e chupar ao mesmo tempo, ai ela se virou, ficou de quatro na cama e veio pra cima de mim, pegou meu pau e começou a chupar enquanto o Jeferson continuava chupando a Buceta e agora o cú dela, ai eu não aguentei, aquela chupada dela tava uma delicia e com tesão que eu estava sentindo, não consegui mais sentir raiva e fui relaxando, ele metia o dedo no c?, e na buceta dela o tempo todo, ai ele subiu mais e começou a pincelar o pau na bunda dela e na buceta, se ajeitou e botou a pica pra dentro da buceta da Rosana, que começou a gemer e rebolar na pica dele, ele ficou parado atrás dela e ela se empurrava na pica dele cada vez mais rópido, ela olhou pra mim e disse, agora vc vai ter que aguentar ver ele me comendo, eu quero dar e quero dar muito pra ele hoje, seu corno, se eu fui corneada, vc também vai ser corno de agora em diante, ai ela mandou ele deitar na cama do meu lado, ela foi pra cima dele e com uma putaria que eu nunca tinha visto antes, ela sentou no pau dele e começou a cavalgar bem forte e bem rópido, ele dava tapa na bunda dela e ela gritava dizendo ai, e eu tava doido vendo tudo aquilo, tava morrendo de tesão ela vendo meu pau duro ela disse, vc ta gostando n?, eu sabia que vc ia gostar, todos vcs homens gostam de uma safadeza, quanto maior a safadeza, mais vcs gostam, vcs adoram uma mulher bem safada e bem vagabunda, ? por isso que o seu amiguinho safado aqui teve coragem de vir me comer na sua frente, ela subia e descia na pica dele gritando, ai ela fez o m?ximo da putaria, ficou de pé na cama com as pernas abertas por cima de mim e falou, olha amor, t? com um fogo aqui que vc nem imagina, se apoiou com as mãos na cabeceira da cama e empinou a bunda pro Jeferson, ai ele também ficou de pé na cama e começou a meter a pica nela ali bem na minha cara, eu deitado tinha visão total de cada socada que ele dava na buceta dela, ai ela se curvou ficando ainda mais empinada, ele puxava ela com força pela cintura e atolava o pau inteirinho dentro da buceta, os dois gemiam, urravam e gritavam de prazer, ai a Rosana me olhou e começou a me chamar de corninho, ela dizia pro Jeferson, Fode gostoso, fode a mulher do seu amigo corno, daqui pra frente ele vai ser seu amigo corno e meu maridinho corninho, ele virou ela de frente pra ele e deu beijo dela que tava doida de tesão e ficava esfregando a buceta nele, e ainda de pé na cama ele colocou ela montada no pau dele e socou bem forte deixando as penas dela bem escancaradas segurando ela com os braços e com as mão na bunda dela, ele arreganhava o rabo e a buceta dela todinha, levantava ela bem alto e sentava de novo com força, eu via o pau dele saindo e sumindo dentro da buceta dela sem para, ela começou a sentir que ia gozar e abraçou ele pro pau não sair mais de dentro da buceta, ela se apertava, puxava o corpo dele e rebolava na pica dele, ai eu vi ela cravando as unhas nele e gritando, ela estava gozando, e ele queria continuar socando com força e quando ela gozou, soltou o corpo dele de novo que novamente começou a levanta-la tirando o pau todo e enfiando na buceta, ai ele colocou ela de novo de pé na cama e virou ela de costas pra ele, ai ele perguntou pra ela, vc ainda quer fazer aquilo que vc me falou, eu perguntei o que era, o que ela tinha pedido pra ele, ela balançou a cabeça dizendo que sim, ai, ele olhou pra mim e disse, agora eu vou comer o cú da sua mulher seu corno, e vou comer porque ela me pediu pra comer o cú dela na sua frente, ele meteu o dedo no cú dela de novo deu uma cuspida no pau e botou a cabeça da pica no buraco do cuzinho dela, ele foi colocando devagar, quando sentiu que o pau ja estava dentro, ele segurou ela pela cintura e começou a meter no rabo dela puxando ela, e empurrando pra frente bem devagar, ai ela começou a se empinar mais e ele entendeu o sinal, começou a fuder pra valer o rabo dela, ele puxava ela pela cintura e socava a pica com força, nela fazendo a vagabunda gemer bem alto, e ele dizendo sacanagens do tipo, olha ai seu corno, olha só a puta da sua mulher levando essa pica no c?, olha como ela gosta de ser comida por mim, ele perguntou pra ela, vc ta gostando Rosana, fala pro corno do seu marido, ela falou t? seu caralho, t? gostando, me come, me come gostoso vai, eu t? adorando dar que nem puta na frente dele, eu tava ficando doido, meu pau ja tava até doendo de tanta vontade de gozar também e escorria sem parar, eu queria beijar a Rosana, lamber ela, e o pior ? que eu via a buceta dela escorrendo todo aquele liquido que caia em cima de mim, e me dava vontade de cair de boca naquela buceta, mesmo vendo a rola do Jeferson entrando e saindo no rabo dela, depois de um bom tempo comendo a bunda da minha mulher e falando um monte de putarias pra mim e pra ela, ele falou que ia gozar dentro do rabo dela, e ele gozou e gozou muito, mas nem assim o pau do filho da puta amoleceu, ele gozou e continuou comendo a bunda dela, ai ele mandou ela ficar de quatro, o safado colocou ela bem do meu lado e mandou ela me beijar, dizendo pra ela assim, beija o seu marido, beija, beija esse corno que ele merece, e começou a meter no cú dela de novo só que agora ela tava de quatro e não parava de gemer, ela me olhou e me disse, se tiver com raiva de mim, me perdoa, eu amo vc, mas queria te dar o troco, ai eu falei pra ela que eu também amava ela, e que se aquilo tudo era pra ser um castigo entío tinha dado errado, porque eu estava adorando ver ela sendo fudida que nem uma puta por outro cara na minha frente, ai o Jeferson continuou fudendo ela até gozar de novo, e quando ele gozou pela segunda vez, parecia um animal, urrando bem alto, quando ele acabou de gozar, ela deitou na cama de bunda pra cima e ele deitou do lado dela, ela ainda deitada do meu lado começou a me desamarra, quando soltou minhas mãos eu não aguentei e fui pra cima dela, meti a pica com toda a força na buceta e senti a porra do Jeferson escorrendo por cima do meu pau e isso me deu muito tesão, ele morto de cansado ficou deitado ali do lado assistindo tudo, eu mandei ela chupar o pau dele, ela imediatamente pegou a pica dele e começou a mamar, o pau dele ficou meio duro de novo, o bastante pra ela se divertir chupando, mas como ele tinha acabado de gozar, ficou só nisso, já eu tarado com tudo aquilo, virei ela de frente arrebanhando bem as pernas e soquei a pica na buceta dela, mas ai eu percebi, uma grande diferença, o pau do Jeferson ? bem maior do que o meu, ai entendi porque ela estava gemendo tío baixinho, ai eu falei, a pica dele é melhor do que a minha n? amor, vc adorou a pica dele não ? sua safada, vc vai querer dar mais pra ele de novo não vai, vc quer que ele seja seu amante amor, eu perguntei ela respondeu, quero, ai eu pedi pra ela, entío me chama de corno, chama amor, me chama de corno, ai ela começou a ficar exitada com isso e gemer mais alto e mexer no meu pau com mais vontade me chamando de corno, ela me olhava nos olhos e dizia, seu corno, eu senti que ia gozar e me deitei sobre o corpo dela para beija-la, n?s nos beijamos muito gostoso enquanto eu gozava bem forte dentro dela, quando eu estava terminando de gozar, o Jeferson se levantou e foi pro banheiro tomar banho, e n?s ficamos trocando beijos e caricias na cama, quando ele saiu do banheiro, ja estava vestido e disse que ja ia, ai ele me perguntou, e agora Carlos, ainda vamos ser parceiros, eu fui até ele, estendi a mão pra ele e disse, agora, mais ainda cara, ele sorriu e eu falei pra ele, agente ainda vai repetir isso muitas vezes, adorei ver ela dando pra vc, ele apertou a minha mão e saiu, eu e ela fomos tomar um banho e depois ficamos o resto da madrugada todinha conversando e lembrando de tudo, e essa foi só a primeira vez…

Contos relacionados

Sexo Dentro Trem! Você Já Fez?

Sexo dentro Trem! Você já fez? Este conto aconteceu há algum tempo já, mas só agora resolvi conta-lo. Certa vez minha amiga me chamou para resolver um assunto em SP (prox a estação Barra Funda), pois ela não sabia andar pela cidade. Ela é...

Confissões De Uma Esposa Carente:

AMIGOS, O CERCO ESTÁ SE FECHANDO, UM MÊS DEPOIS DO ÚLTIMO PAPO COM MINHA ESPOSA, LÁ ESTAVA EU, OUTRA VEZ FAZENDO MASSAGENS NOS PEZINHOS DELA, NO SOFÁ DA SALA. LHE FALEI SOBRE A ÚLTIMA CONVERSA QUE TIVEMOS, QUANDO ELA ME DISSE QUE ALGUÉM TINHA GOZADO NA...

Minha Vizinha Gostosinha

Minha vizinha gostosinha Bom tudo começa quando me mudei pra casa da minha tia...onde era mais perto do meu serviço, depois de alguns meses lá reparei que tinha uma vizinha muito linda e gostosa : morena jambo , olhos negros, rostinho de...

Uma Mulher Muito Gostosa

Olá galera! Como é bom passear por esses contos eróticos e pode curtir essas histórias/estórias fascinantes que mexem com os nossos ?ânimosó, não é mesmo? Esses CONTOS ERÓTICOS são realmente picantes e acabam por incendiar a imaginação. Bem, o...

Meu Sinhozinho Malta

Existem situações inusitadas quando se trata de sexo, a famosa química, as vezes pode nos colocar em verdadeiras situações inusitadas Como já disse em um dos meus escritos, sou uma mulher madura muito comum, não sou malhada, carrego quilos a mais,...

Primeiro Encontro

Primeiro encontro Olá meu nome é Tânia, estou aqui para relatar o que aconteceu comigo e com a Ana (ambos nomes fictício). Bem eu sou morena clara, 1,64, cabelos ondulados, boca grande e carnuda, 75kg. Ana, muito linda, morena escura, corpo...