Trepada no estacionamento do shopping

Sexta feira dia 12/10 fomos dar uma volta no shopping, Raquel foi com um vestidinho novo decotado e todo colado me deixando excitado antes mesmo de sair de casa. Como ela não gosta de calcinha e prefere deixar a bucetinha tomando ar o tempo todo, aquela situação toda foi me deixando com mais vontade durante o passeio.
Entramos em uma loja de chocolate que estava cheia, pegamos alguma coisa e fomos para a fila. Ela se encostou em mim de uma forma que já conheço bem e quando olhei para o decote logo percebi que os bicos dos seios dela estavam durinhos e que ela estava ofegante e excitada. A loja estava cheia e aproveitei a oportunidade e a coloquei na minha frente com a bundinha roçando no meu pau, fiquei por alguns instantes alisando seu corpo todo e quando percebi sem nenhum pudor já está com a mão toda sobre a sua bucetinha. Ela estava toda encharcada. No mesmo instante como se tivesse sido combinado ela não exitou e colocou a bolsa na frente para disfarçar a minha mão e que já estava toda lambusada. Enquanto a massageava ela apertada com força o meu braço como se desse um sinal pra continuar.
Ao sair da loja ela precisou passar no banheiro para secar as pernas que escorreria aquele caldo de femea que eu estava louco pra provar. Depois disso resolvemos ir embora e aproveitar o calor da situação.
Como adoramos lugares inusitados para fazer sexo, aproveitei o momento e perguntei se ela não queria fazer no carro mesmo. Alguns detalhes dessa situação deixaram as coisas ainda mais excitantes: ainda era dia, o carro nao tem Insulfilm, o carro estava numa rua muito movimentada próxima do shopping e tinha muitos pedestres e flanelinhas por ali. Mas sem pensar duas vezes assim que entramos no carro a Raquel já tirou meu pau pra fora da bermuda e começou a me chupar com tanta vontade que por um momento esqueci a movimentação fora do carro. Enquanto ela me chupava de quatro no banco do passageiro com o vestido levantado mostrando todos seus atributos pra quem quisesse ver pela janela, fui enfiando os dedos um por um dentro dela até ficarem todos lambuzados com seu caldo e seu cheiro de safadeza. Quando enfiei o dedo do meio dentro do cuzinho dela, ela soltou um gemido gostoso pra dizer que estava adorando e que devia continuar. Fiquei nesse vai e vem com os dedos até que notei que não estávamos curtindo sozinhos a situação, no carro da frente havia um homem esperando por alguem e estava admirando a situação – sabe lá desde quando. Quando contei pra Raquel que o cara não tirava os olhos do retrovisor e principalmente de cima dela aquilo parece que deu ainda mais tesão na sadafa. Depois ela me contou que ficou imaginando ele a desejando e indo até o carro e pedir pra participar da diversão. Quando notei que ela gostou da situação, fiz questão de provocar ainda mais o pobre rapaz. A coloquei sentada no meu colo e tirei seus lindos seios do vestido para deixar o rapaz admirar, enquanto eu sugava-os com vontade. Depois pulei para o banco de trás e me sentei no meio do banco para facilitar a visualização do nosso companheiro quando a Raquel fosse cavalgar. A Raquel fez o mesmo e enquanto pulava para o banco de trás fez questão de deixar a bucetinha e bumbum bem a mostra para o que o rapaz visse bem como ela é gostosa. Eu já esperava ela de braços abertos e pau duro para que ela cavalgasse e desse fim naquela vontade louca de trepar. Nosso amigo admirou o quanto pôde até os vidros embassarem e nao dar pra ver mais nada.
Antes de irmos embora ligamos o ar e ficamos mais um pouco para ver a reçao do nosso amigo. Ele nao tirava um segundo os olhos de cima da Raquel. E elal adorou a experiência de sermos observados!!!???

Contos relacionados

No Quarto Ao Lado

No quarto ao lado Este fato inusitado aconteceu comigo a algum tempo atrás, não sei se eu o classifico como estranho ou bizarro, mas podem acreditar foi verídico. Acredito que um bom casamento deve ser feito com amor e muita sacanagem para não...

Socando As Bolas

Futebol é um jogo de contato que vai muito alem do campo. Quando entrei para aquele time estranhei aquela historia de ganhar tapinhas na bunda durante as comemorações, mas após algumas partidas acabei me acostumando e achando aquilo natural embora vise...

Minha Concunhada 20 Anos Eu 40 Anos

Ola, meu nome é RICARDO, casado ha mais de 15 anos, 2 filhos 40 anos, minha concunhada ELIANA, 20 anos na época. Bem não vou me alongar muito quanto a  detalhes do corpo de cada um, porém, somos pessoas bonitas e boa situação financeira, de  familia...

Dominado Pela Terapeuta

A estagiaria sempre me dizia que eu já havia passado da idade e não conseguiria dar conta dela, mas depois de quase seis meses insistindo finalmente eu consegui leva - lá para um motel. Nunca imaginei que aquela novinha fosse tão fogosa e acabei levando...

Conto erótico com minha cunhada

Conheci minha cunhada no dia em que conheci minha esposa. Estávamos em uma festa, quando fomos apresentados e aí tudo começou. Ela tinha 18 anos, minha esposa 19 anos e eu 21 anos. Minha cunhada tem cerca de 1,65 m e era o tipo normal de mulher, sem chamar...

Socando A Vizinha

acordei naquela manhã com a bóia da caixa dáágua travada e por ela não parar de encher acabou transbordando e inundando parte da minha casa. Enquanto eu estava no telhado tentando consertar o defeito escutei alguns gemidos que me levaram a curiosidade de...