Punheta

Olá, meu nome é Henrique sou casado há 20 anos com Aline, somos um casal tradicional, eu moreno claro, 1,81 106 kilos sem vícios, ela morena clara, 1,52 60 kilos, cabelos médios. Como o passar do tempo começamos a fantasiar uma terceira pessoa em nossas transas , mas nada além disso até que eu comprei um consolo, fui buscar o que o mercado oferecia de melhor, era um com uma textura boa, macio, grosso, do jeito que ela gostava, quando viu o presente ela adorou, e assim, na maioria das vezes sempre usava. Em um belo dia ela ligou e disse que estaríamos somente nós em casa e que nossos filhos iriam ficar na casa dos avós. Cheguei em casa como sempre, conversamos, falamos do dia, e ela disse que iria tomar um banho e me aguardaria no quarto, foi tomou até que um banho demorado, quando saiu mostrou sua buceta completamente depilada, sem mais já dei uma lambida bem gostosa e fui tomar banho. Quando cheguei no quarto ela estava na internet vendo noticias, fechou o note e disse para que eu deitasse, assim eu fiz. Ela pegou o consolo, e falou: – Imagina que esse é o pau que escolhi, e que quero que seja do meu jeito. Fiquei parado olhando ela foi  pegou uma camisinha de morango e começou a colocar no vibrador, desenrolando até o final, feito começou a lamber e dar pequenas chupadas e falava: é desse jeito que vou fazer com o outro pau, enquanto eu chupo ele eu punheto você, e ela chupava o vibrador com maestria, estava já louco e ela pediu calma. Encostou o vibrador perto do meu pau e começou a chupar os dois e olhava pra mim e falava: – é desse jeito que você quer que eu faça? E com a carinha de puta lambia e chupava gostoso. E nessa noite abrimos a cam e transamos gostoso e os homens que ali assistiam batam sua punheta olhando ela, ela mostrava o rabo, abria a buceta, metia, me chupava, nossa, foi uma noite alucinante. Na semana seguinte fomos a uma casa de swing, fomos para conhecer, chegando lá, conhecemos a casa, ficamos em uma mesa observando, Já eram 2h da manhã levantamos e fomos a uma sala bem grande e com muita pouca luz, encostei na parede e ali ficamos abraçados e beijando, ouvindo os gemidos dos casais que ali se encontravam. Ela ficou de costas pra mim, meu pau estava muito duro, ela tirou ele pra fora e ficou batendo ali, as pessoas passavam e olhavam, até que um homem ficou ao  meu lado olhando, do nada ele começou a bater uma punheta. Minha esposa parou se virou pra mim e começou a me beijar, quando percebi o cara estava esfregando o pau nela, ela se virou e disse algo para ele, o homem  voltou a ficar na parede e ela pegou em seu pau e batia uma punheta bem devagar, acelerava e parava, até que ela começou a bater mais forte e o homem avisou que iria gozar, ela mirou o pau para as pernas e ele gozou muito molhando sua calça, ele veio esfregou o pau derramando a última gota e saiu. Essa foi a nossa história, se alguém quiser comentar, fique a vontade henriquesantos1970@outlook.com

Contos relacionados

Mais Uma Com Minha Ex Putinha Si

Mais uma com minha ex putinha Si Oi! Vou contar, mais uma das minhas aventuras, com minha Ex: putinha Silvia. Bem acho que não preciso me apresentar. Vamos a historia! Certa noite estávamos em casa, sem muita perspectiva, nada bom para...

As Recompensas De Se Dar O Cu.

Minha primeira vez com meu advogado tesão. Amo muito meu advogado,sei que ele tem uma namorada que eles ja namoram a seis anos,ela mora em minas e ele em Brasília,ele viajava para minas de 15 em15dias para passar o final de semana com ela,mas o restante do...

Eu fiz um homem gozar pela webcam, ao lado de sua esposa

Oi meus amores, após muitos pedidos, estou de volta pra contar mais uma aventura minha.Essa é bem recente, foi agora de agosto e embora tenha acontecido tudo pela internet, foi uma das minhas experiências mais prazerosas e cheguei a gozar mais de uma vez....

Sempre Na Chácara

Sempre na Chácara SEMPRE NA CHACARA R. Moramos no Mato Grosso, hoje no interior, mas tudo começou há vários anos, tínhamos uma chácara, onde sempre íamos aos finais de semana, pois sempre tinha serviço a ser feito. Quando fui...

Tesuda Do ônibus

Tesuda do ônibus Tirei férias no trabalho, e resolvi ir pra casa de parentes, no interior. Até ai tudo bem, o melhor foi a volta no ônibus, na rodoviária me despedi da família, entrei no ônibus, meu acento era na janela, percebi que já tinha...

Entre Dois Amores

Meu nome é Flavio e esse fato que eu vou lhes narrar é verídico, eu era o namorado da Juliana e o Dario era o namorado da Letícia, mas por obra do destino os casais foram trocados e agora que nos reencontramos formamos um belo quarteto. A gente cresce,...