Minha Tara (1)

Sou leitor assíduo dos contos sensuais e eróticos… primeiro por que sou estudioso do assunto  e  em segundo gosto de analisar as tendências sexuais por fetiche. Tenho visto alguns  lugares comuns que chegam a enojar, tipo:?…primeiro deixa eu me apresentar sou loirinha corpinho sarado bustos pequenos etc…? Esta é uma das características mais lidas… nunca vi alguém escrever: tenho um corpo redondo, obesa… só tem tarada magrinha com corpo de atleta sarada.  Já na terceira linha vem o óbvio ?abaixei e dei uma chupada enchendo a boca do leite…? Não dá para engolir nem o leite nem esse tipo de narração. Para demonstrar como se deve descrever os fatos tão íntimos e que servem para levar o leitor ao auge do que procura é necessária muita sutileza.  Descrevo minhas experiências tanto no campo sexual como no da escrita e espero sirva de orientação aos futuros escritores. Titulo: Minha tara. (1) Estava votando do meu sítio no interior de Minas quando fui obrigado a parar no posto para abastecer o carro antes de chegar à cidade. Minha mulher estava dormindo estirada no banco de trás. Enquanto o frentista abastecia fui à loja de conveniência para comprar um refrigerante. Da janela envidraçada da loja percebi que o frentista chamava outro colega e que os dois tinham a atenção voltada para o interior do carro. Estranhei mas não maliciei de primeira. Quando me aproximei, eles despistaram, um foi passar a flanela no para-brisa e o outro voltou sua atenção à bomba de abastecimento. Enquanto eu em pé ao lado dele tirava o cartão de minha carteira para o pagamento, percebi que minha mulher tinha ficado em conchinha, pernas dobradas e o lençol que lhe cobria havia caído no chão do carro deixando à vista sua bunda com minúscula calcinha, já que estava com um vestido mais ou menos curto. Fiz o pagamento e saí com o carro. Senti um calor subindo pernas acima alojando-se em meus colhões de tal forma que experimentei pela primeira vez uma ereção ao invés de raiva pela exposição de minha mulher. Muitas vezes com raiva surpreendi olhares masculinos à ela que em seus 40 anos de idade ainda tinha corpo primoroso embora maduro. Mas desta vez foi diferente. Ao chegar em casa e acordando-a conduzi-a ao quarto pois que a mesma estava cansada. Fui ao banho e fiquei imaginando a cena. Novamente me enrijeci e confirmou-se o quanto o ocorrido me agradara.  Ao ir me deitar, abracei-a com carinho ao que fui correspondido. Duro como ainda estava me aconcheguei mais ainda a ela e numa posição de cachorrinho deitado ao lado dela penetrei sua vagina por detrás, imaginando a cena dos dois garotos admirando-a… rapidamente gozei, sem prestar a atenção que ela ressonava a bem dormir. Foi um gozo solitário mas que a partir dele mudou toda a trajetória de minha, de nossa vida sexual. 48489357

Contos relacionados

A Minha Primeira Vez

A minha primeira vez Meu nome é Andreia 37 anos recém feitos e um corpo, na minha opinião, muito bonito. Apesar de eu ser casada há 18 anos tenho um estranho desejo por outras mulheres que às vezes até me tira o sono, estou na dúvida entre...

Meu Irmão Modelo I

Meu Irmão Modelo I Esta historia é veridica. Sou a Madalena (nome fictício) e sou alta morena de cabelo encaracolado escuro e comprido, e sempre tive o peito grande (mesmo enorme) mas desde os catorze anos que notava que o meu irmão Marco...

Baiana Boa De Sexo

Baiana boa de sexo Caros leitores (a), vou-lhes contar esse aventura q ocorreu em 2006, meu apelido marrentinho, o dela baia. Moro em BSB desde 2003 quando vim transferido para a capital federal, por motivo de serviço. Pois bem, vamos lá, certo...

O Cuzinho Da Cunhadinha Ninfeta

O cuzinho da cunhadinha ninfeta Ola, meu nome é Lourival, o que vou relatar aconteceu a começo do ano de 2012, estou casado a 6 anos e não tenho filhos, minha mulher e do interior de Santa Catarina, e quando casamos ela veio morar comigo em...

Loucura Com Minha Aluna Universitária

Sou Marcelo, tenho 36 anos e sou professor em uma faculdade particular em Rio Claro, interior de São Paulo. O fato que vou relatar ocorreu em uma sexta feira que antecedia a semana de provas. Como de costume, decidi que faria uma aula de revisão de...

Sem Explicações

Sempre tivemos total privacidade desde que nos casamos, apesar de morarmos juntos com a família dela, seus pais e o irmão jamais entraram no nosso quarto sem que fossem convidados, mas um dia quando eu cheguei do trabalho vi o seu irmão saindo do nosso...