Fantasia Realizada

Fantasia Realizada

Fabiano vivia navegando em sites de vídeos pornôs e sempre escolhia a categoria de vídeos de cornos, cuckold ou qualquer outra palavra do gênero que separava os vídeos dedicados a maridos que assistiam suas esposas transando com outro homem. Não via a hora de realizar a fantasia de ver sua Joana gemendo na rola de outro. Precisava pensar numa maneira de convencer Joana a aceitar, pois quando ele lhe falou do assunto, ela disse que era loucura, que não iria se sentir a vontade e não iria conseguir, pois seria como se estivesse traindo ele, isso ela não queria, mesmo ele dizendo que com o consentimento dele não seria traição.

 ”Amorzinho vamos passar esse fim de semana num sítio que aluguei especialmente pra nós vivermos momentos de intenso prazer”, claro amor, disse ela. Na sexta a noite Joana se depilou toda, pensando no fim de semana com Fabiano no sítio, queria que fosse inesquecível pra ele. Deixou sua buceta carnuda bem lisinha, assim como seu belo par de pernas e coxas grossas. Tinha 29 anos, seios médios e uma bunda de fazer inveja a muitas mulheres.

 No sábado por volta das 10 da manhã chegaram no sítio, o qual Joana  gostou muito da paisagem que viu, ficava a beira de um lago e a casa era muito boa. Enquanto ela estava no banho, Fabiano pôs um pacote em cima da gigantesca cama. O que é isso, amor, perguntou ela ao voltar do banho. Quero que você seja minha tigresa hoje, respondeu. Era uma fantasia de tigresa, cobria todo o corpo, inclusive os pés e as mãos, era uma fantasia completa, até rabo tinha, ele tinha mandado fazer especialmente pra ela, de modo que a parte que cobria as mãos era revestida de tal modo que ela não reconheceria se estaria tocando seu marido ou outra pessoa, só a parte em volta da buceta ficava exposta. Pra completar minha fantasia, põe esta venda e não tira até que eu peça. Sim,amor, respondeu ela.

 Depois dela vestida com a fantasia, deitou-se com as pernas abertas e Fabiano começou a chupá-la, deixando ela toda molhada de tesão. Que delicia amor, vem mete, que eu já não aguento mais esperar por essa sua pomba dentro de mim, disse ela depois de alguns minutos de chupada. A essa altura já se encontrava no quarto o Tony, caseiro que cuidava do sítio e que sequer sabia que havia mais alguém no sítio. Fabiano já havia combinado com ele dias antes. Geralmente ele não ficava no sítio nos fins de semana em que este estava alugado, quando o cliente chegava, Tony entregava as chaves e saía, mas desta vez ele havia entregado bem antes ao Fabiano e ficou escondido aguardando a hora certa. Tony tinha porte físico similar ao de Fabiano, um pouco forte, sem exageros, cerca de 1,75m…, mas com um pau maior e mais grosso.

 Tony deu mais algumas chupadas nela e depois deitou-se de cacete apontando pro teto, guiou Joana a sentar em cima dele e cavalgar bem gostoso. De olhos vendados e com a fantasia que estava vestindo, não percebeu que não era seu marido, embora tivesse sentido que enfiava dentro dela um pau mais grosso e com o subir e descer sentia um maior, mas tomada de tanto tesão, simplesmente se entregou e não foi tentar entender o porque daquela sensação. Ela subia e descia hora lentamente, hora rapidamente, para delírio do Fabiano que olhava tudo bem de pertinho. Ele até segurava o rabo da fantasia pra não atrapalhar em nada aquela visão a tanto tempo sonhada. Anh, como você tá gostoso hoje, amor! Depois de muita cavalgada, Tony orientou Joana a sair e deitar de bruços, ele ficou por trás dela e começou a estocar com força. Fabiano estava radiante, se masturbava com o que via e tava difícil segurar o gozo por mais tempo. Joana estava tarada como nunca tinha ficado antes. Tony parou um pouco, mas sem tirar o cacete duro de dentro da buceta que estava ainda mais inchada, ela mesma se mexia jogando-se pra cima do pau dele, o que acabou provocando o orgasmo dela, “vou gozar, amor, não aguento mais de tanto prazer, anh,anh”…Fabiano não pôde mais segurar o gozo, se aproximou dela e espirrou todo seu gozo, goza,querida,goza,ann. Tony também não se conteve com o movimento frenético de Joana, tirou a rola fora e gozou em cima dela, embora ela não pudesse sentir por causa da fantasia que vestia. Joana se virou e mesmo sem pedir permissão tirou a venda e outro Tony na sua frente com o pau ainda semi-duro. Você gozou nesse cacete aí querida, foi a melhor coisa que aconteceu desde que nos casamos. Agora você se sente pronta pra realizar essa minha fantasia, mas sabendo exatamente o que está fazendo?, “sim amor, e já que você trouxe ele aqui pra fuder, eu quero mais, você vai gostar mais ainda do que vai ver”. Foram tomar um banho e resto do fim de semana foi realmente inesquecível para Fabiano e Joana.

Contos relacionados

Casada E O Filho Da Empregada Evangêlica

meu nome é marluce, tenho 44 anos. sempre tive atração por homens mais novos, mais especificamente, pré-adolescentes, mas sempre foi uma fantasia que guardei pra mim, por receio dos julgamentos da sociedade em que vivemos. apesar de não ter...

Eu E Minha Filha No Dia De Seu Casamento

Eu e minha Filha no dia de seu Casamento Esse não é um conto, é uma historia real. Apesar de ter algumas fantasias sexuais, minha vida estava passando sem que nada acontecesse. Tudo porque amo minha esposa e sou fiel a ela. E também porque...

Comi Minha Tia Enquanto Ela Dormia Bebada

Desde os 8 anos fui mora com meus tios. Minha tia (maria) bebia muito sempre dentro de casa, bebia ate dormir, quando isso acontecia meu tio e ela dormiam em quartos seperados mas ela sempre acordava no meio da noite e ia para o quarto que ele estava para...

Depois Da Viagem...

Depois de muito bem aproveitada a viagem de avião, chegamos em terra firme. Procedimentos padrão no aeroporto, pegamos nossas malas, e fomos em busca de um dos disputados taxis! Por sorte, logo avistamos um livre, já fomos chamando o motorista para colocar...

Minha Amiga E O Marido Dela Também,,,

Minha amiga e o marido dela também,,, Eu e minha amiga Susana, sempre tivemos uma amizade muito especial. Colorida, muito colorida. Sempre nos divertimos muito juntas. Às vezes ela dormia na minha casa. Na minha cama. Comigo. Nas melhores das boas...

Pesadelo

Pesadelo ?AAAHM, NÃO! AAAAAAAHUM? Acordei assustado com seus gemidos, olhei para o lado e ela estava se debatendo. Rolei para perto dela e a abracei. ?Amor! Mozinho, acorda, é um pesadelo!? Ela abriu os olhos, eles sempre me desarmavam,...