Uma primeira vez de qualidade.

Apenas uma caminhada.

Era agosto e eu tinha acabado de ser pedida em namoro, imagina a alegria?

Ao entardecer proponho uma caminhada para conversarmos melhor, nos distrair. Até que ele lembra do fato de eu conhecer um local escuro e que sabendo a apaixonada por constelações que eu sou, me acompanhou até este local.

Sentamos, nos beijamos, nos apertamos. Até que ele fala que deveríamos arriscar fazer sexo em contos eroticos?

Timidez para quê?

Super distraída com a boca maravilhosa que ele tinha, nem percebi as suas intenções. Mas eu me deixei levar, super envergonhada por meu corpo e super entregue por conta dele e seus carinhos. Entrega total!

Quando eu começo a esquentar o beijo e quero beijar mais ainda teu pescoço ele me agarra, puxando os cabelos, e diz que adora meu olhar provocativo.

Se senta no chão e tira toda minha vergonha me deixando apenas com uma das pernas da calça ainda no corpo e me chupa, como nunca antes. Eu diria que isto é um dom! Eu me senti fora de controle e mordi meus dedos para abafar os gritinhos que soltava, já que era local público. Eu estava assustada esperando que alguém aparecesse por ali, mas eu estava me acabando de prazer. Um orgasmo estava perto.

Ele se coloca de pe novamente para me beijar me fazendo sentir o meu gosto: doce. Eu começo a punheta e percebo que é grosso (me assustei mesmo) e ele me pede com um olhar significativo que eu abaixo na hora e chupo com gosto!

Eu nunca havia gostado tanto de ter ficado minutos por cima de minutos chupando um homem. Quando levantei ele de forma “violenta” porém gostosa demais e dominadora, me deixa de costas para ele e tenta encaixar. Primeiro problema: Eu estava super molhada, porém apertada demais. Segundo problema: Ele era virgem e eu estava com medo de machuca-lo. Terceiro problema: Eu estava a meses sem transar, já me sentia virgem novamente.

Eu me ajustei um pouco mais e abri bem a minha bunda dando uma boa visão e fiz ele escorregar devagar para dentro de mim. Com um vai-e-vem de tirar o fôlego e morder lábios. Eu estava enlouquecendo já de prazer, me sentia bem demais. Eu tomo uma atitude mesmo com vergonha e o chamo de amor, pedindo para que sentasse. A intenção era óbvia!

Eu sento em cima dele e me deixo levar bem devagar para que ambos saboreassem a sensação. Como dois descontraídos que somos eu solto a frase “Parabéns, você não é mais virgem”. Com a risada maliciosa que ele soltou eu fui nas nuvens!!! Ele encaixou de uma forma que eu soltei o gemido bem alto.

Se entrega mais um pouco, meu anjo.

Fiquei um pouco de quatro depois e minha nossa, que delícia. Dali perdi todas minhas estribeiras e rebolei igual puta. Estava adorando, porém continuava com um ar de meiguice. Eu comecei a me sentir totalmente devassa, sem pudor e muito feliz.

No fim de tudo vejo que as pernas dele tremiam a cada vez que eu segurava em seus ombtos e cavalgava com ganância. Ora, ora um orgasmo?

Fico tentada a descobrir o gosto porém, deixo para outros tempos. Saímos do local disfarçando ao maximo e super relaxados, ao chegar quase entrando em nossas ruas a ficha dele caí. É satisfatório de ver! Confesso~.

No outro dia só queríamos mais e mais.

Contos relacionados

Fantasia Realizada Com Cavalos!

Olá, cá estou eu de novo para vos relatar mais uma de minhas aventuras... ou melhor, uma de minhas loucuras! Para quem ainda não me conhece vou-me descrever.......... Chamo-me Jenifer, sou morena toda branquinha, cabelos compridos, olhos castanhos, 1,63m...

Na Sacristia

O relacionamento deles sempre foi muito conturbado, como amigo, acompanhei de perto as idas e vindas deste romance ate o dia do matrimonio. O tradicional sempre foi a noiva se atrasar mas, nesse casamento quem estava atrasado a mais de uma hora era o seu...

Minha Mulher E O Pedreiro

Somos um casal na casa dos 50 anos, sempre tive a fantasia de ver minha mulher dando prá outro. Nossa empregada é casada com um nordestino que faz serviços de pedreiro e pintura. Ele fez alguns serviços de colocação de piso em casa e sugeri pra minha...

Noite De Sorte

Bom, nunca fui bom de contar minhas experiências, mais passei recentemente por uma que gostaria de compartilhar com vocês, não sei muito bem como descrever, mais lá vai: Moro numa sozinho numa pequena casa no Rio nas proximidades da praia certa...

Por Acaso Aconteceu

POR ACASO ACONTECEU Sempre li esses contos e comparando com a realidade uns achei bem interessantes e outros de uma imaginação incrivelmente fértil e se realmente aconteceram ou não sei, acredito que sim, quem sabe, mas isso é uma opinião...

Fodida Em família

Fodida em Família Meu nome é Sofia, morena, cabelos pretos compridos, 176 cm, bunda que chama atenção por onde passo, seios médios, um rostinho angelical. O conto que vou narrar aconteceu ano passado, e é uma história verídica. Eu tinha...