O Zelador

Oi, me chamo Amanda, casada , atualmente com 31 anos, sem filhos. Sou morena, cabelos lisos , olhos castanhos, bem proporcionada.O que passo a contar aconteceu comigo há 3 anos.

Aproveitando que meu marido estava viajando, marquei um encontro a tarde com um ex-namorado, com quem ainda mantinha um relacionamento. Após uma tarde sexualmente agradável, visto que ele sempre fora um amante competente, passei no supermercado e fiz algumas compras.

Chegando na garagem do prédio onde morava, o zelador principal estava e me ajudou a manobrar o carro na vaga apertada. Saindo do carro, abri a porta traseira e me abaixei para pegar as compras. O vestido que era justo e tinha uma costura atras que estava fraca, se abriu expondo meu bumbum e o fio-dental vermelho da calcinha. Silvio , o zelador, que estava atras de mim ficou me comendo com os olhos.

Me ajeitei como podia , e como ele morava num apartamento ao lado da garagem, perguntei se ele não tinha agulha e linha, pois não podia andar com o vestido aberto pelo hall do prédio.Ele disse que tinha sim e fomos para o apartamento dele.

No apartamento ele mostrou onde estava a linha e agulha e saiu. Como estava numa gaveta baixa, eu me abaixei para pegar expondo meu bumbum de novo. Nesse momento Silvio entrou e me agarrou por trás.

Que isso , Sílvio? Me larga!

Não largo não. Agora você vai dar pra mim. Senão eu conto pro prédio inteiro que você usa calcinha de puta.

Ele não me largou, e foi tirando o meu vestido e minha calcinha com certa violência. Me deixou nua , me sentou na cama dele e tirou pra fora da calça uma rola grande e grossa, como eu nunca tinha visto. E olha que meu marido e meu amante são muito bem servidos.

Passou a rola no meu rosto.

Chupa vadia!

Eu meio que hipnotizada pelo tamanho, comecei a lamber e beijar aquela cabeçona, chupar as bolas, .Ele segurou minha cabeça e colocou um pouco mais fundo.

Já muito excitado, me colocou de 4 e meteu com vontade.Eu também já muito excitada recebi com muito prazer aquela rola grossa.Logo gozamos , com ele jorrando dentro de mim.

Eu fiquei de bruços com ele deitado sobre mim. Me beijando e dando mordidinhas nas minhas costas.

Todos os porteiros te chamam de gostosa do oitavo andar.

Você também me chama assim?

Não . Se você te chamar de alguma coisa , ia te chamar de vadia.

Você me acha vadia?

Pra meter sim…rsrsrs.

Com uma mão ele continuava me acariciando, até que se deteve no meu bumbum. Senti que a rola crescia de novo encostada na minha perna. 

Logo os dedos estavam pressionado meu cuzinho. Ele beija, lambia e mordia meu bumbum.Logo um dedo entrou em mim .Não consegui me conter, soltei um gemido alto.Serviu de estímulo pra ele.

De 4 , vadia!

Nossa, é muito grande .Não vou aguentar!

Puta aguenta qualquer coisa.

Pegou um potinho de brilhantina, e começou a lambuzar meu cuzinho, colocando um dedo por vez. Logo já clocava dois dedos.Dando por satisfeito com a lubrificação, apontou aquela cabeça enorme na entrada e foi forçando devagar. Parecia que estava sendo partida no meio, e nesse momento agradeci ao meu marido por ter me iniciado no sexo anal.

Após ter começado mais lento, aumentou o ritmo, mas não o suficiente pra gozar logo. No fim aumentou o prazer para nós dois.Ao gozar, ele me puxou pelos quadris e enterrou a rola tão fundo que senti os pentelhos dele no meu bumbum.

Saiu de dentro de mim  e me deixou ali acabada. Pegou minha calcinha guardou no bolso da calça.

Essa eu vou guardar de lembrança. E se você não quiser mais dar pra mim , vou mostrar pra todo mundo e falar que você me deu de presente.

Ele saiu, e eu fiquei um tempo ali me recuperando.Costurei o vestido, peguei as minhas compras e fui para meu apartamento.

Hoje eu e meu marido nos mudamos. Não me encontro mais com emu ex-namorado. Mas duas vezes por mês , falto a escola onde trabalho, e volto ao prédio onde morava.

Onde sou regiamente saciada pelo meu zelador.

Contos relacionados

Um Casal Mossoroense

Um Casal Mossoroense Após a minha primeira experiência com o casal de Aracaju minhas fantasias de sair com outros casais aumentou e continuei a procurar na net já que é um local mais fácil de conversar sobre esse assunto com toda a comodidade...

Putaria No Trem II

Putaria No Trem II Olá, meu pseudônimo é Casa Blanca...em meu primeiro conto,relatei como comi uma gata no trem. Este é um pouco parecido,porém foi mais arriscado,pense!...Como falei,tenho 34 anos ;1,75;olhos e cab cast;moreno claro;80 Kg...dá...

Acho Que Sou Corno Mesmo

ACHO QUE SOU CORNO MESMO: NO MEU PRIMEIRO CONTO, CONFESSEI QUE DESCONFIAVA QUE ERA CORNO. SEGUINDO ALGUNS CONSELHOS DE AMIGOS QUE POSTARAM, COMECEI A JOGAR INDIRETAS PRA MINHA MULHER. DE TANDO EU FICAR PERGUNTANDO, E EU APROVEITAVA QUE ELA GOSTA QUE EU...

Dando Para O Priminho Nas Férias

Dando para o priminho nas férias Olá, meu nome é Myrella, tenho cabelos pretos e longos, tenho seios bem grandes e durinhos e bubum médio e empinadinho, e tenho a pele bronzeada, vou relatar pra vocês, como foi minha transa com meu primo!...

Sexo no onibus

Olá,..este é mais um dos contos que estarei relando aqui neste site..já contei como aprontei no trem...,mas este sexo no onibus aconteceu em um ônibus interurbano..podem até pensar que vivo viajando,mas não é de fato,.. e também contarei posteriormente...

Na Praia De Iracema

Fui passar as férias do meio do ano em Fortaleza. Não sei bem o porquê de ter escolhido Fortaleza, em meio a tantas cidades lindas, no litoral brasileiro. Desembarquei no aeroporto da cidade e uma van me levou para o hotel, que fica a uns três...