Conquistando O Professor De Piano

Conquistando o professor de piano

Olá, meu nome é Laís, sou alta, magrinha, seios médios, cabelos não muito longos cacheados. Estou estudando música e tenho aulas particulares de piano uma vez por semana em minha casa.

Meu professor é o Rafael, mais ou menos da minha altura, moreno, um rosto com traços leves, perfeito! Ele é bem jovem para ser meu professor, não temos uma grande diferença de idade.

Acontece que eu sempre tive uma queda por ele, mas se eu mostrasse que estava a fim e ele não correspondesse eu ficaria sem graça de continuar com as aulas, portanto queria deixá-lo de lado. Mas meu desejo continuou crescendo. Depois das aulas, quando ele ia embora eu ficava fantasiando, lembrando dos seus olhos penetrantes me encarando enquanto ele falava, imaginando aquelas mãos flutuantes ao piano como se me tocassem por todo o meu corpo, sua voz sexy dizendo meu nome. E então eu me masturbava, acariciando todo o meu corpo desejando muito que ele estivesse ali. Chamava seu nome várias vezes até gozar. Desde então comecei a jogar olhares mais sedutores pra ele, mas não queria ser eu a quem tomar a iniciativa. Ele sempre sorria como quem sabia o que eu queria, mas não fazia nada. Comecei a perder a paciência. Já não suportava mais tê-lo apenas nos meus pensamentos.

Certo dia, quando ele estava aqui como de costume para a nossa aula, eu disse que estava com uma dúvida de teoria, então nos sentamos no sofá. Como aquilo tudo foi premeditado, eu escolhi vestir uma blusinha regata branca com um decote que não era de todo revelador, porém proporcionava uma visão maravilhosa dos meus seios, principalmente quando propositalmente eu coloquei meu caderno sobre o colo dele e abaixei o tronco para indicar a dúvida em questão. Reparei que ele estava olhando, exatamente como eu queria. Ele permaneceu quieto. Minha mão direita, que estava apoiada no caderno enquanto eu falava a duvida, foi deslizando discretamente até ficar apoiada na coxa dele, que logo pareceu desconfiado. Parei de falar e permanecemos os dois em silêncio nos encarando. Passei a deslizar a mão em direção ao seu pênis, mas antes que chegasse, ele a segurou. Eu podia perceber em seu olhar a preocupação por sermos aluna e professor. Forcei um pouco e consegui soltar a mão dele para finalmente tocá-lo. Ele estava ficando duro…eu comecei a acariciá-lo por cima da calça mesmo. Que delícia era sentir aquele pau endurecendo na minha mão. Nesse momento ele começou a apalpar minha coxa, apertando-a com força. Eu estava extremamente excitada, aí começamos a no beijar, os beijos cada vez mais quentes…eu agarrava sua cabeça, beijava, mordia seus lábios, lambia seu rosto, queria devorá-lo! Enquanto isso ele apertava meus seios, esfregava as mãos por todo o meus corpo, querendo explorá-lo por completo. Suas mãos entraram por debaixo da minha blusa, tocando por fim a minha pele e foram subindo, despindo-me. Ele apreciava meus seios, acariciava um enquanto chupava o outro. Eu gemia de prazer, acariciava sua cabeça, depois fui tentando abrir o zíper de sua calça. Ele se afastou, tirou a blusa e a calça, mas a cueca eu é quem tirei..beeem devagarzinho para enlouquecê-lo. Peguei firme em seu pênis, olhei nos seus olhos e dei a primeira lambida com vontade…ele deu uma gemidinha e eu sorri, depois comecei a lamber todo aquele pau e as bolas, aí pus ele todo na boca fazendo movimentos vai-e-vem. Eu enfiava na boca até ele chegar no fundo da minha garganta, queria engoli-lo! Aí foi ele quem veio, tirou minha calça e a calcinha e caiu de boca. Segurava minha coxa e chupava minha buceta…e que liguona! Gozei!! Já não aguentávamos mais de excitação. Peguei uma camisinha estratégicamente deixada ali do lado para este momento, ele deitou de costas e eu fiquei por cima. Peguei aquele pau maravilhoso e enfiei lentamente para dentro…sentei…e comecei a cavalgar. Ele pegava meus peitos, nós nos beijávamos e eu continuava cavalgando, rebolava, requebrava, fazia mil movimentos, gritava de prazer, sentindo aquele homem que eu tanto desejei finalmente dentro de mim, logo gozei de novo. Trocamos de posição…eu fiquei de quatro e ele me comeu por trás, segurando meus quadris e puxando-os para si com força. Depois ele me pôs deitada e fizemos papai e mamãe, nos abraçávamos, nós beijávamos e gemíamos, até que finalmente gozamos juntos. Permanecemos abraçados por um tempo, ficamos conversando, rindo. Depois nos vestimos, almoçamos juntos e ele teve que ir embora, pois tinha mais aulas à tarde. Desde então, quando ele vem aqui, nós temos a aula normalmente, mas depoooiis da aula….(rs)

Espero que tenham gostado.

Contos relacionados

Comendo A Loira Na Semana De Saco Cheio

Comendo a loira na semana de saco cheio Era semana do saco cheio, uma semana inteira sem aula, só na curtição com a galera. Sexta-feira eu fui pra casa de uma amigo meu, muita comida, cerveja e mulher, a maioria da minha idade, todas colegas...

Sogra E Mulher Minhas Putas

Minha vida tinha mudado para sempre quando a minha sogra se fez a minha puta dentro da minha casa. Desde há um ano e meio que a minha vida com Bia estava normal, as discussões terminaram, e ate mesmo o sexo melhorou, eu nunca mais cobrei atenção dela,...

Fudida Por Dois

Me torturei o dia inteiro tentando imaginar o que eu faria quando ele chega-se do serviço acompanhado do seu amigo naquela noite e quando por fim eles chegaram, não fiz nada, acho que na verdade eu sempre soube e usava a venda para tirar a minha culpa do...

Nair Meu Tesão

Sou completamente tarado por uma colega professora. O nome dela é Nair e tem pele clara, seios grandes e tem a mania de conversar com a gente bem perto de jeito que o cotovelo encosta em seus seios. Toda vez que isso acontece fico de pau duro. Bom Um dia...

Meu Marido Armou Uma Arapuca Pra Mim

Meu marido armou uma arapuca pra mim olá sou casada a 4 anos, sou morena clara 1,65 -53kilos,adoro esporte - faço caminhada todo dia, - alem de malhar em academia 3 vezes por semana. acho que quem quer ter corpo bonito não pode ficar parado...

As Melhores Fodas Foram Com Meu Primo!

As melhores fodas foram com meu primo! Hoje namoro um cara da mesma idade que eu, mais jamais esqueço os fodas com meu primo que namorei, eu sempre fui fogosa, mais tinha uma certa timidez, tinha vergonha de acariciar e chupar, e não me soltava...