Dei pro meu primo virgem

Meu nome é Mia, tenho 19 anos, sou morena, altura de 1.65, porte magro, cabelo comprido até a bunda.. Enfim, todos dizem que sou muito linda, e chamo atenção de vários homens, os deixando louco.

Não seria diferente com meu priminho né. O nome dele é Vinicius, acabou de completar seus 18 anos, e era virgem rs. Ele sempre me chamou atenção, seu porte físico, bem definido, mesmo nunca tendo feito academia. 

Desde pequenos nós se agarrava, mas não passava de mãos bobas. Eu bem safada sempre quis que ele avançasse um pouco mais, porém ele é muito tímido então nada acontecia. Esses dias atrás fomos para uma festa e eu bebi um pouco, minha tia ficou muito bêbada e como ela tem uma filha de 1 ano, resolvi dormir na casa dela pra ajudar cuidar da bebê. Mas, como gosto de provocar, antes de ir tomei um banho, coloquei um short curto sem calcinha e uma regata.

Chegando lá, todos dormiu, menos eu e o Vinicius. Fui dormir no quarto dele, fiquei no colchão e ele na cama. Conversamos a madrugada inteira, até que o assunto acabou sendo filmes pornograficos. Não nos aguentamos e coloquei alguns no celular para assistirmos.. Ele começou a passar a mão no meu corpo todinho, e eu fui deixando, colocou a mão por dentro do meu short e percebeu que eu estava sem calcinha. Ele sorriu e continuou com os dedos lá, devagar ele foi subindo a mão com aquele liquido sobre minha barriga, até chegar nos meus peitos e então apertou bem forte, depois acariciou apenas o biquinho com a ponta do dedo. 

Isso já estava me deixando louca, me fazendo dar gemidos baixos, sussurros, e o arranhando todo. Mas eu quis me fazer de difícil e pedi pra ele parar. Desliguei o celular e fiquei assistindo, mas ele já estava excitado demais, só de cueca, com seu pau pulsando, então ele voltou a passar a mão em mim. Dessa vez tirou minha blusa com calma, beijando meu pescoço todo e rapidamente a minha boca!

Tirou meu short, chupando meus peitos com vontade e metendo o dedo na minha buceta.. Foi descendo com a boca, e me chupou todinha, até que eu soltei um “fode em mim gostoso”.. Ele estava ofegante, louco pra me comer e eu louca pra dar, mas ele quis me maltratar, tirou seu pau pra fora e falou pra mim chupa-lo também. E então eu fiz, chupei tão gostoso, colocando tudo na boca, passando a língua na cabecinha, o boquete mais caprichado da minha vida. E não aguentando mais de tesão eu disse “Hoje eu sou sua putinha primo, me come logo” 

Ele veio em cima de mim todo selvagem, me beijando e apertando minha bunda, dando tapas, até que ele enfiou o pau na minha bucetinha, que é apertada e o pau dele mt grosso, entrou com dificuldade. E a gente ficou ali por muito tempo, até que os dois gozassem. Ensinei  várias posições para meu primo querido até que dormimos agarradinhos ali. 

No meio da noite acordei ele e transamos de novo, e já não vejo a hora de dormir lá novamente pra ter outra noite como aquela!!!

Contos relacionados

A Cadelinha E Seu Dono

Chamo-me Kassandra e sou cadela e posse do meu único e amado dono. Neste momento que narro este conto estou sentada naquele meu brinquedo, aquele dono que me deixa toda preenchida do jeito que você gosta. Como combinado estava eu pontualmente as 19 horas...

Surpresa Maravilhosa

Surpresa maravilhosa Na festa de final de ano, uma das empregadas que trabalha em nosso setor apresentou-me uma amiga que estava com ela na festa e trabalhava em outro setor e estudava com ela enfermagem. Fiquei encantado com a beleza da garota, que...

Marcelino - O Primeiro

A ESQUADRILHA DA FUMAÇA veio fazer uma apresentação para comemorar o aniversário da minha cidade. A população se reuniu num clube da cidade, de onde era possível assistir às manobras. Durante o evento, encontrei-me com o Carlos, um conhecido...

Minhas Garotas

Minhas Garotas Eu sempre vivi às custas das mulheres. Comecei com a minha. Ela ocupa um bom cargo num grande banco, ganha muito bem, e eu de vez em quando, trabalho como corretor. Trabalho bem pouco na verdade, porque a vida é muito boa para que...

Minhta Tara (2)

O sabor de sentir tesão por compartilhar a minha mulher com outrem surgiu como o relatado no primeiro conto ?Minha Tara (1)?. E tal tesão foi crescendo quando descobri também que ao contar a ela três dias depois o sucedido, estando nós deitados à noite,...

Meu Amor

Meu amor Quando você beijou minha boca, foi como se quisesse invadir meu corpo. E invadiu meu ser. Seus lábios andaram pelo meu corpo. Sugaram meus peitos. Deixaram ali manchas roxas. Seus beijos travestidos de carinhos sugaram meu clitóris,...