Gravida Na Praça

Ola amigas e amigos teste site de contos eróticos, venho contar mais uma  de minhas aventuras, mas deixa eu me apresenta para os que não leu minhas historias anteriores, me chamo -Moreno Alto-, trabalho em uma grande empresa de Logística em Belém-Pa, tenho 46 anos, sou moreno claro, 1,80m, 95kg, olhos e cabelos negros, casado a 21 anos, por isso sempre os nomes aqui são fictícios por motivos óbvios.

Esse conto aconteceu em Santarém-Pa, quanto fui transferido e fiquei por 02 anos, em uma das minhas saída em serviço externo da empresa, passei em uma praça próximo e vir uma bela morena gravida chorando no banco, me aproximei para perguntar se estava passando mal e ofereceu minha ajuda. ela dize que estava bem, ai me sentei ao seu lado no banco e perguntei porque estava chorando?

Ela me olhos e falou, “Olha me chamo Regina e você?”

-Me chamo -Moreno Alto- ao seu dispor, 

Ela teu um sorriso de leve e perguntou se podia desabafa um pouco comigo, falei que sim. Ela se levantou e falou: Olha pra mim (ela é uma morena de +/- 1,70m, cabelos compridos, pesando uns 80kg  e com seios fatos devido a gravides).” Estou com 07 meses de gravida, Eu estou feia, estou muito gorda? meu marido diz que sim e a 03 mês não fazemos amor”. Respontar que ela esta sim uma gravida muito bonita que não estava gorda e que deveria esta com o peço normal para uma gravides de 07 meses. Ela sorriu e eu completei, que sempre achei  mulheres gravidas bonitas, e bem vestida como ela estava achava ate Tentador. Ela teu um belo sorriso e me dize: “Pela aliança no seu dedo você é também casado. sua esposa já ficou gravida e vocês traçavam ate que mêsó”

respondi: “Ela ainda não engravidou, mais pode ter certeza que iramos trançar ate o ultimo mês se puderemos.

Ela sentou novamente e segurou minha mão falando você transaria comigo? estou louca de vontade e você falando que transaria com sua esposa me deixou mais louca ainda.

Falei que seria uma honra e que só teria de ir na empresa para marcar o ponto e troca de carro. e que voltaria em 20 minutos no máximo. ela dize que ficaria me esperando.

Fui correndo pra empresa e voltei mais rápido ainda, e ela estava la, parei próximo e fui busca-la, abri a porta do carro com um perfeito cavaleiro e saímos rumo a um Motel.

Chegando entramos no quarto de mãos dadas, ficamos de frete um pro outro, acariciei seu rostos e nos beijamos, terei minha blusa e comecei a abri o fecho do seu vestido tirando e deixando cai no chão, ficando só de calcinha e sutian, levei para a cama nos deitamos e voltamos a nos beijar desda vez com mais tesão, coloquei seus fatos seios pra fora e comecei a beija e apertar quanto vir que estava saindo leite deles fiquei louco pois era uma tara minha. Comecei a passa a linguá nos bicos, sentindo aquele gosto salgadinha e enviei na boca, chupando hora um hora outro bebendo seu leite delicioso e coloque minha mão dentro da calcinha ja toda molhada e envie dois dedos e ela gemia alto. e me pediu “-Moreno chupa minha buceta, quero sentir sua linguá nela.” Tirei sua calcinha e quanto vir aquela buceta lisinha sem nenhum pelo com um grero inchado e toda molhada. cai de boca nela comecei a passa a linguá no seu clitoris e depois nos grandes lábios, sentindo seu gosto de puta no cio, quanto comecei a colocar e tida a linguá nela e chupar seu grero ela não aguentou e teu a primeira gozada gritando – “isso chupa essa puta gostosa, vai chupa mais” e apertava minha cabeça nela cada vez mais. Quanto ela gozou de novo me levantei dei um beijo de boca pra ela sentir seu gosto na minha boca , e fiquei de pé na cama com a pica mais dura que ferro apontando pra cima, e dizer – “Agora e sua sua vez sua puta, chupa seu macho” ela ficou de joelho na cama e segurando meu pau colocou logo na boca “Ahhh que boca” ela chupava a cabeça e depois colocava todo na boca, ficava acariciando meu saco, e dizer “quero teu leite, goza na boca da tua puta” e voltou a chupa a cabeça e punheta o trocou e ai não aguentei muito tempo “Ahhhhhhhhhhhhhhhh vou gozar sua vagabunda, belo meu leite, Ahhhhhhhhhhhhhhhhhh.” e sai tanto leite que ela se engastou mas não deixou cai uma gota seque da sua boca, bebeu tudinho, cai na cama e ficamos um pouco deitados descansando. Quanto ela se levantou dizendo vamos tomar um banho e foi me levando me puxando pelo meu pau, abrimos o chuveiro e ficamos nos beijando debaixo d'Água, acariciando um ao outro, eu sentindo sua barriga de encontra a minha, chupava seus seios novamente levando a gemer bem gostoso, coloquei ela de costa para mim beijando sua nuca, meu pau ficou bem a bunda dela e ela começou a rebolar, não aguentando mais saímos do banheiro coloquei ela de 4 e coloquei a boca naquela bunda, pincelando com a linguá da buceta ate seu cuzinha, que ficava piscando. E ela começou a implorar “Vai Moreno me foder bem gostoso, fode essa vaca que não tem uma pica a tempo dentro dela, come o que aquele corno não come”. Coloquei uma camisinha comecei a enviar bem devagar só pra deixar ela mais doida ainda, e um pouco preocupado com a barriga dela, ela emburrava os quadris pra trás mas eu o segurava, sua buceta estava tão molhada que eu entrava com facilidade , ate que quanto estava tudo dentro fiquei parado só sentindo sua buceta me apertando ai comecei um vai e vem bem gostoso, hora tirava tudo e voltava a enviar de uma vez só ate o talo. Ela rebolava e dizia “isso como tua puta, coloca um par de chifre naquele corno. Isso envia que eu vou gozar nesse pau, ahhhhhhhhhhh. Estou gozando, que gostoso, quero mais e  se deitou na beira da cama de barriga pra cima abriu as perna e mandou, “Come meu cuzinho olhando pra tua buceta.” fique na beira da cama coloque novamente na buceta dela, sentindo ela morder bem gostoso e ela começou a impolar novamente “Come meu cu seu porra, envia logo esse pau no meu cuzinho que a anos não entra pica nele, vai come, come logo ele”. ai tirei meu pau e comecei a enviar no cuzinho dela, oh cuzinho apertado a cabeça entro com um pouco de dificuldade mais o resto entrou fácil pós escoria um néctar da buceta dela e o lubrificada mais ainda. Coloquei ate o talo, minhas bolas encostava na bunda dela, segurei suas perna bem aberta e comecei um vai e vem alucinado, Regina acariciava a sua barriga com uma mão e com a outra enviava 03 dedos na buceta e gritava, “Vai fode, me fode, rasga as prega do meu cu, seu filho da puta, envia tudo”. Não aguentando mais gozamos os dois juntos, ela teu um grito tão alto que fique com medo de alguém bate na porta. Cair do lado dela e ficamos deitados abraçado. E acariciando os seus seios.

Tomamos outro banho e nos vestimos pra saímos. depois deste dia saímos mas alguma vezes ate ela ta a luz a um belo menino e batizou com o meu nome pra sempre se lembra de nos encontros. Por isso caros amigo se sua esposa estiver gravida, nunca diga que ela esta gorda e feia e comparecer sempre quanto ela quiser fazer amor. 

Se alguma mulher casada ou solteira carente de Belém quiser me escreve e conversa meu email é [email protected] .

    Contos relacionados

    Desconfio Que Fui Corno

    O que irei relatar aconteceu no final do ano passado, tenho 35 anos e minha esposa Fernanda 34, somos casados a 10 anos. Após um período, onde caímos na rotina percebi que minha esposa começou a ficar mais atrevida, usando roupas mais ousadas, se...

    Uma ótima Gozada

    Uma ótima gozada Bem esse é o meu primeiro relato, que aconteceu por volta de 2002. Algumas coisas realmente não são fáceis de tirar da nossa memória.  Eu estudava fora e a cada 15 dias vinha para casa de meus pais para lavar a roupa...

    A Minha Primeira Vez Com O Meilu Irmao

    Ola eu me chamo patricia e vou contar como bati uma clm o meu mano. Os nossos pais quase nunca estavam em casa. Então um dia eu tava tomando banho. E derreçente ouvi um barulho da porta a abrir. Era o meu mano. Tava me olhando e a puxar o culhao dele para...

    Professora Do Sexo

    Professora do Sexo Isto ocorreu comigo quando fazia a faculdade na cidade de Maracanaú-Ce, já transado antes com namoradinhas, mas nunca tinha feito com uma mulher madura. e aconteceu que certo dia fui para escola, sem mais nem menos comecei a...

    So No Cuzinho

    Nos conhecemos na igreja e logo começamos a namorar, meses se passaram e era tanta felicidade que eu já começava a sonhar com uma vidinha a dois, casamento, filhos e tudo mais. O namoro estava ficando cada vez mais quente e mesmo também querendo eu...

    Brincadeira De Gente Grande

    Brincadeira de gente grande Primeiro quero agradecer as pessoas que leram os contos anteriores e deixaram suas críticas e elogios por lá. Algumas dessas pessoas tornaram-se amigas de bate-papo pelo MSN e, espero, que este conto, como os outros,...