A Namorada Do Meu Irmão

Estava eu em casa, depois de uma viagem longa pelo Nordeste do Brasil, quando tocou a campainha. Era Rose, namorada do meu irmão mais novo. Rose era uma mulher linda: olhos atraentes e curvas salientes, parecia um violão e para deixá-me mais alucinado a loira estava muito cheirosa, não resistir todo aquele charme mas disse a ela que ele não estava e iria chegar mais tarde, e que poderia ficar a vontade, e ao cumprimentá-me aqueles lábios vermelhos, sem quer, encostou no meu. Eu fiquei exitado e ela percebeu o meu pau duro parecendo o volume no uniforme do meu time da cidade. Tentou desfaçar mais não conseguiu e não tirou o olho então começou a passar aquelas mãos maravilhosas por cima do meu pau, e eu tentei desfaçar em consideração ao mano. Mas ela encostou o corpaço ao meu e começou lixar a buceta no meu pênis. O gemido de tarada deixou-me louco de tesão e eu naquele momento deitei ela na no balção e fui tirando o sue vestido com os dentes, dei um beijão, afogante naquela boca gostosa, fui descendo e beijando com a língua até chegar na calcinha que estava toda molhada de prazer, e que tirei com os dentes, ela pegou o meu pau e colocou na bucetona que estava raspadinha, e eu comecei dá só bombadona até ela tremer e pedir para eu penetrar com mais foça ainda que ia gozar. E nesse momento disse que eu também ia gozar, o nosso corpo tremia de desejo e sensação louca, gozamos juntos. E depois que ela gozou pegou o meu pau e começou a chupar, colocava todinho dentro da boca. Então fiquei mais exitado ainda e a coloquei de quatro na cama do primeiro quarto e dei mais umas bombadas, ela pediu para sentar no meu pau aí mesmo que foi delirar de desejo, subia bem no gargalo e descia engulido mais de vinte centímetro de pica, e beijava-me todinha, comia todo o suor e eu para deixá-la mais louca de desejo coloquei o meu dedinho no rabão dela, que com o fio terra mais uma vez ela gozou e eu também. Depois fomos para o banheiro e lá ela começou a chupar o meu pau novamente mas logo a campainha tocou, era o meu irmão, ela a recebeu com muito dengo e disse que estava cansa de tanto esperar. Ele perguntou pelo cabelo molhado mais ela disse que estava fazendo muito calor e logo a pegou pelas mão e a levou para o quarto dele. Eu dei uma espiadinha pelo buraco da fechadura e ela estava cavalgando no pau dele, Então peguei as minhas coisas e fui da um tempo nas praias do Nordeste. Em canoa quebrada conheci Juciara e esta é outra história.

Contos relacionados

Fudendo A Cunhada Gostosa

Olá Pessoal!Meu Nome é Mário e estou de volta para contar a vcs uma das coisas mais incrivel que me aconteceu Tenho uma cunhada muito gostosa e safada, ela é pequena mas tem um bundão e umas coxas muito grossas, é esposa de meu irmão que por sinal...

Gata Quente

Gata Quente Olá,sou o Casa Blanca..novamente!...o fato que passarei a narrar ocorreu há dois anos...precisei viajar à serviço pra uma determinada cidade e sempre no ônibus, sento nas últimas poltronas...quando entro no ônibus,ao passar no...

A Origem Do Desejo Em Ser Corno

Olá pessoal,  me chamo Júlio e irei  narrar um conto que trata-se de uma história  real. Bom, primeiramente  falarei de mim,  sou rapaz  de 32 anos, moreno, alto , corpo atlético e casado com uma linda  esposinha a mais ou menos 5 anos.  Minha...

Mais Uma Visita A Casa De Swing

Olá, para quem ainda não leu meus contos, leiam para poder compreender a história como um todo. Nesta vez resolvemos ir novamente na Enigma, pois ela é menor e nos sentimos um pouco mais à vontade, havia uma festa marcada de comemoração de...

Sexo no onibus

Olá,..este é mais um dos contos que estarei relando aqui neste site..já contei como aprontei no trem...,mas este sexo no onibus aconteceu em um ônibus interurbano..podem até pensar que vivo viajando,mas não é de fato,.. e também contarei posteriormente...

Anal E Oral

Fui treinado para duas funções no sexo. Comer o rabo, de mulher e de homem, e ser chupado. Talvez seja consequência de uma de minhas primeiras namoradas, a Taís. Ela sempre quis casar virgem, e, por isso, fazia estripulias de todo jeito, preservando o...